Pergunte à Riot #54

Por: Rumtumtummers

Boas vindas ao Pergunte à Riot!

O Pergunte à Riot recebe milhares de perguntas por semanas, e muitas delas já foram respondidas em edições anteriores. Essa semana, daremos uma olhada em perguntas que recebemos com bastante frequência (e as respostas que demos para elas).

Existem planos para um filme do League of Legends? Ou, quem sabe, animações mais longas?

Sonhamos com filmes que se passem no universo de League e em ver nossos Campeões favoritos ganhando vida nas telonas, mas o histórico de longas-metragens baseados em jogos é uma lição de humildade. Para começar, eles não costumam ser bons. Embora nosso nerd interior morra de vontade de invadir o mundo do cinema, não é algo que devemos ter pressa para realizar.

Isso não quer dizer que não estamos explorando possibilidades. A narrativa cinematográfica é diferente da narrativa voltada para jogos, então estamos entendendo essas diferenças aos poucos. Temos diversas pessoas talentosas experimentando diferentes formatos de narrativa, e estamos esperançosos de que, um dia, veremos frutos dessas experiências nas telonas (ou telinhas, o que fizer mais sentido). Também estamos estudando maneiras de compartilhar melhor as histórias que já contamos e continuaremos contando, como fazemos no Universo.

Para nós, o mais importante é que qualquer adaptação do League para outros meios seja autêntica às suas raízes e respeite a paixão que nutrimos pelo jogo e seu universo. É um baita desafio, mas achamos que chegaremos lá se investirmos tempo para aprender a fazer da maneira certa.

Ryze, cofundador da Riot Games

Se vocês dão tanto valor ao jogo em equipe, por que são contra o chat por voz? Realmente, esse recurso deixaria as partidas mais coordenadas.

No passado, éramos contra por acreditar que tinha potencial em aumentar o comportamento negativo. Desde então, reconsideramos nossa filosofia em relação ao chat por voz, e embora precisemos superar alguns obstáculos (disponibilizar o recurso como opcional, por exemplo), queremos lançá-lo.

Acreditamos que, por ser um esporte competitivo, o League deve ser coordenado, e o chat por voz é uma ferramenta poderosa para alinhar equipes (e estranhos). Provavelmente começaremos a pensar mais nisso quando o Cliente Atualizado estiver estável, assim não precisaremos desenvolver o recurso duas vezes. Espero que isso tenha esclarecido como pensamos e nos posicionamos sobre o chat por voz. Quando chegar a hora, compartilharemos mais atualizações com vocês.

NEW001, Produtor Sênior

Quando vocês farão mais Campeãs sensuais?

Falei sobre isso recentemente no Reddit, então vou colar a resposta aqui:

Em 2013, nos esforçamos para sair do padrão “corpo violão” que usamos por anos. Havia diversas mulheres no jogo que poderiam ser descritas como “Igual a Syndra, mas vestindo outra roupa”. Precisávamos de coisas diferentes. Existem diversas maneiras de construir personagens femininas e interessantes sem precisar apelar para a sensualidade. Da maneira que vejo, ter diversos Campeões e Campeãs diferentes é algo ótimo para nós. Isso nos permite atingir diferentes nichos, o que é bem importante quando se tem um grupo grande de personagens como o nosso.

Dito isso, faz bastaaaaaaante tempo (mais de 3 anos) desde a última vez que fizemos uma Campeã sensual (como Lux, Ahri ou Jinx). É importante fazermos outras, mas não por conta do “EITA NÓIS SENSUALIDADE”, mas porque o pensamento “Isso é atraente” faz parte de uma fantasia compartilhada por muitos jogadores (tanto homens quanto mulheres). O importante é que o(a) personagem FAÇA SENTIDO. O visual de uma Campeã deve apoiar sua temática, e não substituí-la. A aparência de Caitlyn não encaixa bem com a temática de uma xerife arrumadinha. Já o visual de Ahri faz muito sentido para uma súcubo.

Também é importante reconhecer que mesmo dentro do espaço de “personagens atraentes”, existe uma variedade grande de maneiras que essa sensualidade pode se expressar (por isso usei Lux, Ahri e Jinx no exemplo acima). Contanto que o visual da Campeã faça sentido com sua temática, não precisamos ter medo de seguir um caminho “sensual”. League tem espaço para todo mundo.

Jinxylord, Designer de Campeão

Vocês já pensaram em criar modos de jogo baseados em uma atualização antiga do League? Algo como Segunda Temporada ou Summoner’s Rift antigo, com os Campeões e Itens exatamente da maneira que eram na época?

Pensamos recentemente em fazer isso para diversos testes internos pois queríamos vivenciar em primeira mão se coisas como ritmo de jogo ou contrajogadas eram muito diferentes há alguns anos. Infelizmente, não foi tão fácil rodar elementos antigos porque muita coisa mudou no conteúdo e no código do jogo.

Pegar dados antigos e fazê-los funcionar na engine atual do jogo não é tão simples assim. Conseguiríamos realizar isso se tivéssemos vários engenheiros dedicados a fazer isso acontecer, mas aí esses engenheiros não estariam trabalhando em outros recursos que podem ser mais valiosos para vocês a longo prazo. Da mesma maneira, poderíamos pedir que designers criassem versões de Campeões existentes que tentassem copiar dados antigos (como habilidades, itens, balanceamento da Segunda Temporada), mas isso significaria muito trabalho para algo que pode ser divertido por algumas partidas. Em outras palavras, o custo desse trabalho é alto demais.

Então, filosoficamente, não somos contra jogar uma versão antiga do League e isso pode ser divertido por um tempo (porque podemos acabar descobrindo que os motivos que pautaram todas as mudanças da Temporadas Três, Quatro e Cinco ainda existem), mas existe uma grande chance de que o esforço para desenvolver isso não compense.

Ghostcrawler, Diretor de Design, League of Legends

Vocês pensam em trazer de volta o mapa da Ponte da Carnificina do ARAM?

Esta questão é um pouco mais complexa do que parece. Pode parecer apenas uma troca de conteúdo para o departamento artístico (tira uma coisa, coloca outra no lugar), mas na verdade há uma camada subjacente de scripts, trabalho de base, etc. que foi trazida do ARAM normal. Isso significa que a Ponte da Carnificina é uma monstruosidade única do ponto de vista da programação, mesmo que pareça a mesma coisa do ponto de vista do jogador.

Colocá-la em nível de paridade com o ARAM atual (permitindo que seja ativada) exigiria um volume de trabalho fora do habitual, e apesar de queremos muito fazer isso, teríamos que colocar isso na balança com outras coisas nas quais estamos trabalhando, como novos modos de jogo e a Ferramenta de Treinamento. Isso não quer dizer que a Ponte da Carnificina nunca voltará, mas no momento estamos mais voltados para outras prioridades de desenvolvimento.

L4T3NCY, Líder de Desenvolvimento dos Modos de Jogo Rotativos

Por que tem um limite de três reembolsos por conta? Já pensaram em aumentar?

O conteúdo do League of Legends é pensado para ser permanente. No entanto, queremos que os jogadores se sintam bem com o conteúdo comprado, então desenvolvemos o recurso de reembolso para oferecer uma solução a todos os jogadores naquelas raras situações em que eles compram algo e logo se arrependem, quando têm certeza de que nunca vão querer usar aquele conteúdo no futuro. Muitos jogadores nunca usaram seus reembolsos, enquanto outros já usaram um, dois ou todos ao longo do tempo.

Estabelecemos um limite de três reembolsos e ainda acreditamos que essa seja a quantidade certa. Ela dá aos jogadores uma certa folga para os reembolsos de compras, mas também impede o abuso do sistema de modo geral. Já exploramos a ideia de conceder mais reembolsos, mas descobrimos que a maioria dos jogadores preferiria conteúdo gratuito. Então, todo ano, aumentamos a quantidade de conteúdo que as pessoas recebem só por jogar o jogo. Tanto reembolsos quanto conteúdos gratuitos têm um custo alto para a Riot, então temos que escolher cuidadosamente qual priorizar a fim de fornecer valor aos nosso jogadores e, ao mesmo tempo, proteger a nossa capacidade de operar como empresa.

Dito isso, embora não tenhamos planos atuais de conceder mais reembolsos em 2017, vamos continuar explorando a ideia no futuro, à medida que mais e mais jogadores forem atingindo o limite de três reembolsos.

Hippalus, Diretor de e-Commerce

Às vezes sinto que a Riot não faz a menor ideia de como balancear o League. Por que vocês não contratam uns jogadores profissionais para ajudar a julgar o impacto das mudanças?

Receber opiniões de pessoas que jogam League of Legends muito bem é extremamente valioso para melhorarmos o jogo. Temos alguns Mestres, Desafiantes e ex-jogadores profissionais na Riot que estão constantemente envolvidos no processo de balanceamento e testes do jogo. No entanto, mandar bem no jogo não basta - existem outras habilidades que também são muito importantes (em alguns casos, mais importantes), então nossos designers de jogo são jogadores de diferentes níveis e divisões.

Falaremos sobre os times envolvidos com conteúdos que impactam o balanceamento do jogo a seguir. Vamos começar dando uma olhada em algumas das habilidades que procuramos. A lista não está completa, tenho certeza que estou esquecendo um monte de coisas mas, com sorte, conseguirei passar os conceitos essenciais:


Design:

Habilidade analítica e solução de problemas

  • Ser capaz de avaliar uma situação ou elemento, entender como foi criado, propor abordagens diferentes que poderiam ser usadas e apontar seus efeitos etc...

Habilidade criativa e de trabalhar com temas

  • Entender quais temas conversam com os jogadores e se encaixam na propriedade intelectual do League. Encontrar maneiras de inserir diferenciais em arquétipos amplos. Reconhecer as combinações corretas para temáticas e mecânicas específicas de jogo que sejam intuitivas, e não forçadas

Criar interações do jogador com o League (usar uma habilidade, navegar na loja,

  • Usabilidade, acessibilidade e impressão geral naturais).

Comunicação e Liderança:

Construção de visão

  • Habilidade de empolgar e cativar pessoas com uma abordagem

Capacidade de orientar

  • Ajudar pessoas a crescerem e aprenderem novas habilidades

Comunicação verbal e escrita

  • Ser conciso, capaz de gerar um método empolgante, claro e correto para cada circunstância
  • Habilidade de se comunicar bem com outras disciplinas (essa é bem importante, por exemplo: criar uma relação forte entre as equipes de arte e design de jogo).

Saber gerenciar

  • Gerenciar pessoas e seus desempenhos profissionalmente

Outros aspectos:

Capacidades técnicas

  • Habilidades de programar, analisar estatísticas, escrever códigos etc...

Ser uma pessoa organizada e confiável

  • Ser capaz de trabalhar em diversos projetos simultaneamente, entregar no prazo, resolver problemas com recursos etc...

Agora, vamos falar das equipes:


-Mecânicas de Jogo

  • É a equipe responsável por mudanças rápidas no jogo. Costuma focar principalmente na saúde e balanceamento do jogo
  • Valoriza muito a compreensão dos estados atual e passado do jogo
  • Classificação ranqueada do time: De Ouro até Diamante, com média no Platina alto ou Diamante baixo

Sistemas do Jogo

  • A equipe foca, principalmente, em trabalhos de longo prazo e nas regras do League. Coisas como disposição do mapa, funcionamento de runas/talentos, geração de experiência/ouro etc...
  • Sistemas trabalha em espaços mais conceituais e abstratos do que outras equipes. Princípios de design e análise teórica são dois elementos importantes aqui
  • Do Bronze ao Ouro

Testes de Jogo

  • A principal responsabilidade desse time é testar futuras mudanças durante o dia para analisá-las e fornecer feedback
  • Aqui é importantíssimo saber jogar League muito bem, afinal, eles precisam validar como as coisas vão funcionar em níveis realmente altos de jogo.
  • Temos Diamantes e alguns ex-jogadores profissionais (da LCS). Alguns entram e saem do Desafiante ocasionalmente.

Campeão

  • Essa é a equipe responsável por criar novos Campeões.
  • Compreender temáticas, percepções e usabilidade costuma ser muito importante aqui. Além disso, também é importante entender a saúde do jogo (forças e fraquezas de conjuntos de habilidades, principalmente).
  • Temos Rioters do Prata até o Diamante

Atualização de Campeões

  • O objetivo do time é atualizar campeões antigos, seja com atualizações visuais e de jogabilidade, como tivemos no Warwick, ou atualizações de classes, como os Assassinos
  • As habilidades esperadas são parecidas com as que buscamos na equipe de Campeões, mas com um foco maior em saúde do jogo
  • Temos Rioters do Prata até o Diamante, com uma concentração maior no Platina

Espero que isso tenha sido informativo e oferecido um contexto útil sobre as diferentes habilidades que procuramos, além de mostrar um pouco de diferentes equipes. Pessoas que incríveis em tudo são ideais mas, de maneira realista, sempre existe um grau de troca de diferentes habilidades para qualquer posição que desejamos preencher.

Meddler, Designer-Chefe de Mecânica de Jogo

Tem uma pergunta? Vá até o Pergunte à Riot e acesse sua conta do League. Confira o que pode e o que não pode e envie sua pergunta.

Pergunte à Riot

Prometemos ler todas as perguntas, mas não garantimos que todas elas receberão respostas. Algumas perguntas podem já ter sido respondidas em outro lugar ou não são apropriadas para o Pergunte à Riot. Este não é o lugar ideal para anunciar novos produtos ou recursos, e os assuntos que já foram discutidos a fundo em outros espaços provavelmente serão ignorados (mas podemos esclarecer pontos individuais).

Apesar disso, estamos sempre ouvindo, então continuem perguntando. Vamos garantir que suas perguntas sejam vistas por Rioters que estão trabalhando nas coisas que vocês têm curiosidade.


3 months ago

Marcado com: 
Ask Riot