Dev
Análise de Campeã: Samira

Arrasando com letalidade e estilo.

DevAutorRIOT CASHMIIR
  • Copiado para a área de transferência

Muitos Campeões recentes do LoL têm missões de vida seríssimas, como salvar sua árvore-mãe de pesadelos, encontrar um jeito de dar fim à Névoa Negra ou livrar o mundo dos azakana. Mas e se fizéssemos uma Campeã que não tem nada a ver com tudo isso e só quer se divertir?

E se ela for meio exibida? E se ela for muito boa no que faz? E se ela for uma mulher durona que empunha pistola e espada e vive para arrasar com a vida de todo mundo?

Se você gostou da ideia, é melhor se preparar para a chegada da Samira.

Leve uma pistola para uma luta de espadas

A mecânica de jogo da Samira foi concebida antes mesmo de a ideia dessa nova Campeã aparecer.O designer de jogo Blake "Squad5" Smith já estava trabalhando em um kit baseado em combos que serviria de homenagem aos jogos de luta estilo ação e aventura quando pediram para ele criar um novo Campeão.

"Tudo meio que se encaixou perfeitamente quando o líder da equipe de Campeões, Ryan 'Reav3' Mireles, perguntou se eu queria fazer o design de um atirador", relembra Squad5. "Comentei sobre o kit que estava desenvolvendo e a resposta dele foi: 'Maravilha, vamos tocar isso pra frente'.E partimos daí."

Quando o resto da equipe passou a trabalhar no projeto, Squad5 já tinha um esboço de kit muito parecido com o que Samira tem hoje em dia: cheio de estilo, com alternância entre ataques corpo a corpo e a distância e uma ult sem limites.

Espera aí. Uma atiradora que também usa ataques corpo a corpo? É isso mesmo. Samira é dessas que querem entrar no meio da briga para acabar com os inimigos – ficar só na retaguarda é fácil demais para ela. Claro, isso quebra a regra crucial dos atiradores e causa um ataque cardíaco coletivo ao pessoal que joga de suporte, mas a Samira não está nem aí. Ela ri na cara do perigo.

"Eu queria que a Samira representasse uma mudança drástica em relação a atiradores como Jhin e Senna, que só ficam na linha de fundo e dão tiros de longo alcance", explica Squad5. "Este é um kit que quer que você entre no raio de alcance corpo a corpo com frequência. Ela gosta de se arriscar e partir pra cima com tudo."

Mas que tipo de arma condiz com uma Campeã que luta bem tanto de perto quanto de longe? Por ser uma atiradora, Samira deve ter uma arma que dispare algum tipo de projétil. E, se estiver lutando dentro do alcance corpo a corpo, ela precisa de algo que sirva para esse tipo de combate.

01_QUEEN_GUNS_F_SMOL.jpg

"Eu tinha acabado de terminar o Aphelios, então, estava pensando bastante em arsenais, mas já estava farto de todas aquelas pedras da lua mágicas. Eu queria criar armas bem 'armísticas' e espadas bem 'espadísticas'", brinca o artista conceitual Sunny "Kindlejack" Pandita. "Queria que as armas da Samira fossem cheias de metal, pólvora, cartuchos de balas e grandes explosões de fumaça."

Porém, havia um problema: como é que alguém de Noxus tem armas de fogo ? Se essas armas fossem tão acessíveis a ponto de uma noxiana conseguir algumas, Noxus já não teria acabado com Demacia com seu arsenal superior?

Em se tratando de armas, Runeterra é um lugar cheio de diversidade. Existem espadas e escudos, canhões relicários, livros mágicos, rifles de precisão, espadas demoníacas e um poste. Há muitas tecnologias disponíveis, especialmente para quem está disposto a pagar... e, talvez, arriscar um pouco a vida no processo.

02_Lani_MielMunitions.jpg
Lani e Miel Munições ao seu dispor.

"Samira cumpre missões insanas em troca de pagamentos exorbitantes. Ela está disposta a se arriscar o tempo todo, então, por que não estaria disposta a fazer isso por seu próprio arsenal?", comenta Kindlejack. "Ela não é do tipo que usaria a espada de guerra da bisavó ou coisa parecida. Ela quer as mercadorias mais recentes, malucas e perigosas que há, porque é esse tipo de coisa que é emocionante."

E foi isso que fez Kindlejack pensar em como poderia justificar a situação das armas em Noxus. Samira ganha uma grana absurda pelas missões insanas que aceita, e, como não liga tanto assim para dinheiro, acaba gastando uma boa quantia no que há de melhor por aí, como armas feitas pelos melhores ferreiros. Tudo isso tem preço, e não é barato. Assim, Kindlejack desenvolveu a ideia por trás de quem criaria a empolgação que Samira buscava: Lani e Miel Munições, especialistas em armas.

03_blaze.gif


Isso não significa que Samira pode correr pelo Rift usando uma pistola Glock, mas pode usar armas bem maneiras mesmo assim: duas pistolas bem "armísticas" e uma espada bem "espadística" (que conta com uma munição explosiva).

04_thorn_optimized.gif

A história de uma imigrante

Certo, mas como é que uma mulher shurimane virou a melhor mercenária de Noxus?

05_Map.jpg


"Desde o início do desenvolvimento, queríamos muito criar uma personagem que viesse de uma etnia pouco representada", afirma Kindlejack. "Meu pai é lá da Caxemira, então, me concentrei bastante nessa região do nosso mundo. Quando pensamos em influências do Oriente Médio e da região sul da Ásia em Runeterra, Shurima é o lugar que vem à mente."

Não sabemos muito sobre a Shurima moderna. Lá, temos vários semideuses animalescos, uma múmia, uma garota que surfa em pedras e uma mercenária caçadora de tesouros. Grande parte da história do local está entrelaçada a acontecimentos de milhares de anos atrás. Nesse quesito, Samira poderia nos ajudar a espiar o que anda rolando em Shurima hoje em dia. Como é a vida das pessoas normais na região? O que está acontecendo nesse vasto deserto?

O problema que surge com o fato de Samira ser de Shurima é sua semelhança com Sivir. Samira é uma mercenária, enquanto Sivir é uma capitã mercenária. Ambas praticamente exercem a mesma profissão. É claro que Sivir está nessa por dinheiro, enquanto Samira veio pela diversão, mas será que isso faz mesmo diferença?

"Quando chegamos a essa questão e tivemos que garantir que a Samira seria diferente da Sivir, pensamos em outra região de Runeterra que poderíamos usar: Noxus", comenta o escritor de narrativas Michael "SkiptoMyLuo" Luo. "Noxus nos permitiu explorar uma narrativa completamente diferente – uma história que ainda não havíamos abordado no LoL: a de uma imigrante."

"Noxus é a terra das pessoas livres que vivem como querem. Por isso, ainda poderíamos usar vários elementos da herança shurimane da Samira mesmo que a colocássemos em um local que combina mais com o estilo de vida dela. Tanto Kindlejack quanto eu temos essa experiência como imigrantes, então achamos que seria uma história bem autêntica e interessante de se contar", explica SkiptoMyLuo.

06_S_f_Optimized.png

Ao dar um passo para trás e colocar o foco em Noxus, a equipe teve que se perguntar: "O que sabemos de verdade sobre essa região?". E, aparentemente... eles não sabiam tanto quanto imaginavam.Há, essencialmente, dois pontos de vista: Campeões como Darius e Swain, que concordam com os ideais colonizadores noxianos, e Campeões como Xin Zhao e Riven, que são muito, mas muito contra tudo isso. Ainda não tivemos a oportunidade de ver Noxus através dos olhos de alguém que adotou essa nação como seu lar.

"Samira não tem nada a ver com as manobras políticas de Swain, nem com a glória das arenas de combate de Draven, nem com os objetivos expansionistas de Darius. Ela ama Noxus por causa da diversão que essa região oferece", alega SkiptoMyLuo. "Ela pode se juntar a um bando de guerra e sair em missões insanas de vida ou morte ou aceitar uma missão da Rosa Negra sem nem pensar duas vezes. Samira só está lá pra se divertir muito e fazer tudo que nenhuma outra pessoa se atreve a fazer. Ela está simplesmente vivendo ao máximo e sendo paga por isso."

Ataque com estilo

Samira está em seu auge, e cabe a você chegar ao nível dela. Ela está sempre pronta, e todo mundo apenas tenta acompanhá-la. Era exatamente esse estilo de personagem que Squad5 queria criar quando decidiu que não acrescentaria Tempo de Recarga à ult dela.

"Calma lá, Rito. Vocês fizeram uma Campeã que tem uma ult estilo Katarina, só que móvel e sem Tempo de Recarga? Qual é o problema de vocês?"

Essa é uma pergunta e tanto. Mas, olha, vai dar tudo certo.

07_QUEEN_0p_Optimized.jpg

A passiva da Samira é um medidor de estilo – lance ataques únicos um atrás do outro para aumentar o seu estilo e, quando você alcançar o Ranque S, habilitará sua ult.

"A Samira aparenta ser uma personagem com a qual é difícil de se jogar, já que é preciso alternar entre ataques diferentes para aumentar o estilo dela. Assim, a primeira pergunta que surge quando você vê uma mecânica dessas é: 'Por que eu deveria usar ataques únicos?'", comenta Squad5. "A recompensa de um sistema como esse precisa ser muito boa, então acabamos escolhendo a ult dela para isso."

08_Samira_Ult_ugh.gif

Samira pode simplesmente descarregar uma chuva mortal de balas e golpes de espada para cima dos inimigos, mas isso não é nada divertido. Ela quer que você faça o joguinho dela, arrasando os oponentes com estilo, e, depois disso, você poderá acionar a ult. E qual é a recompensa? Essa ult não tem Tempo de Recarga... ela só é regulada pela rapidez com que você consegue arrasar os inimigos. E não se acanhe, porque a rainha dos abates é bem impaciente.

A mecânica de jogo da Samira é insana, e adoramos coisas assim, mas o estilo da Campeã vai muito além dessa mecânica:

Animações (comentadas pelo animador sênior Tom Robbins): "A Samira foi um desafio – não porque criar as animações tenha sido difícil, mas porque eu não tinha limites nesse projeto. Na verdade, em geral, eu não ia tão longe quanto queriam que eu fosse. Normalmente, precisamos manter os movimentos dos personagens razoáveis, mas, nesse projeto, precisei abraçar um nível de loucura pelo qual nunca tinha passado. Digo, não é sempre que temos Campeões que surfam em cima das próprias espadas."

09_Samira_Slide.gif

Tatuagens (comentadas por Kindlejack): "Quando comecei a pensar em como criaria as tatuagens da Samira, me inspirei na arte da henna e usei minha paixão pela escrita noxiana. Eu a apresentei ao público com Mordekaiser e Fiddlesticks; queria continuar fazendo isso com a Samira. Porém, quando pensei no estilo das tatuagens que ela faria... Samira não é o tipo de pessoa que planeja tatuagens elaboradas com significados profundos. Ela é impulsiva e adora se divertir, então, acaba tatuando algo bem maneiro para comemorar mais uma luta deliciosa. Imagino que ela dê certa liberdade para os artistas que contrata."

10_Samira_Tattoos.jpg

Tapa-olho (comentado por SkiptoMyLuo): "Vários dos nossos Campeões 'artistas' buscam a perfeição. Jhin é obcecado por esse conceito, assim como Draven, de certa forma, mas esse não é o caso da Samira. Ela é do tipo que perde um olho e segue em frente, tipo: 'É, eu faria isso tudo de novo. Foi bem divertido'.Ela não liga se perder um olho – afinal, é pra isso que temos dois deles."

11_samira_F_m_Optimized.jpg

Roupas (comentadas por Kindlejack): "Eu queria captar o amor que a Samira tem pela batalha em suas roupas, mas mantendo-a estilosa. Em Legends of Runeterra, revelamos os seguidores de Vladimir, que demonstraram um lado mais estiloso de Noxus. Queria trazer esse elemento para o guarda-roupa dela ao mesmo tempo em que destacava sua herança shurimane com toques de dourado e um tom sutil de verde para combinar com a cor de seus olhos. Até as luvas que ela usa estão lá por um motivo! As armas dela são perigosas e podem cuspir pólvora acesa a qualquer momento."

12_gunz.png

Moedas: Samira não liga para dinheiro. Na verdade, ela é a única Campeã que concede ouro para os outros.

13_Coin_Flip.gif

"Eu queria muito criar um Campeão bem insolente, que gostasse de provocar. Quando estava trabalhando no Sylas, eu já tinha esse desejo, mas isso não combinava com ele", relembra Kindlejack. "Então, um dia, mandei uma mensagem pro Squad5 e falei: 'Moedas'. E ele me respondeu com: 'Como assim, moedas?'. Aí eu disse: 'E se a gente pusesse moedas nos ataques dela de algum jeito?', e ele falou: 'Isso não tem nada a ver com pistolas e espada'. Eu respondi: 'Mas pensa só: moedas'.Foi aí que voltamos para a ideia da provocação insolente e fizemos a Samira jogar uma moeda na cara do alvo. Aí, o Squad5 veio com a seguinte ideia: 'E se isso der ouro de verdade pra pessoa?'. Pois é, essa é uma habilidade em que estamos trabalhando há três anos."

"Ah, e só pra constar: essa provocação conta como uma fonte de dano único para a passiva dela", ri Squad5.

"Essa é a primeira provocação baseada em habilidades que temos no LoL! Você precisa usar sua mira com ela! E ela atinge monstros, né?", pergunta SkiptoMyLuo.

"Claro! Monstros épicos. Mas ela só causa um de dano", afirma Squad5.

"Um de Dano Verdadeiro! Você pode ficar perto do covil do Barão e, se o caçador não souber usar o Golpear direito, dá pra roubá-lo com isso", brinca SkiptoMyLuo.

"Acho que vai demorar só um dia até alguém fazer um vídeo de destaques com um jogador mostrando o quanto é bom e roubando o Barão com essa moeda ao melhor estilo Samira", afirma Kindlejack.



  • Copiado para a área de transferência