Dev
Arenas do TFT: Contestação, da ideia à realização

Nos bastidores da caverna sinistra do Pingu Caótico e da praia paradisíaca do Choncc.

DevAutorMinionsRpeople2
  • Copiado para a área de transferência

Não importa se você está lutando contra a Névoa Negra nas profundezas da Arena do Conde Espátula ou mesmo longe dela, relaxando na Arena da Festa Tchibum, hoje vamos explorar os detalhes desses dois tabuleiros.

Arte conceitual: descobrindo as duas arenas do Contestação

É só atravessar um portal ou dois que você chega na caverna do Pingu Caótico! Esse ambiente sombrio e ao mesmo tempo aconchegante é o tipo de lugar aonde você pode levar seus reféns – quer dizer, amigos – para assistirem a um show lendário da banda de metal da sua tropa. É isso mesmo: a Arena do Conde Espátula! Mas, apesar de toda a decoração maneira que tem hoje, esse lugar, na verdade, surgiu de um conceito inicial extraído do caderno de anotações do artista conceitual Igor Artyomenko, que está aqui embaixo.

Early_Concept_for_Count_Spatula_v2_5_25_21.jpg

Com tempo e algumas reformas, hoje a Arena do Conde Espátula tem itens que toda casa deveria ter, como uma moto radical e um belíssimo autorretrato do nosso vilão favorito, o Pingu Caótico. Detalhes como esses podem fazer com que uma arena se transforme de uma caverna inabitável em um clube agradável – mas também dão uma boa noção da personalidade do próprio Pingu Caótico! Veja dois conceitos posteriores da arena aqui:

Count_Spatula_Concept_2_v2_5_25_21.jpg


Count_Spatula_Concept_3_v2_5_25_21.jpg

Agora, enquanto a Arena do Conde Espátula foi concebida com o Pingu Caótico em mente, o conceito da nossa outra arena interativa, a Festa Tchibum, surgiu da vontade de criar um lugar onde as pessoas pudessem relaxar, pegar um solzinho e curtir um estilo de vida bem Choncc. O artista conceitual Gino Whitehall criou a ideia da Arena da Festa Tchibum como um jogo de vôlei de praia, com quadras de areia e as equipes opostas uma à outra. Mas o design dessa arena ainda demorou vários sets até chegar ao paraíso praiano que é hoje! Inicialmente, os artistas partiram da ideia de uma piscina. Mas qualquer pessoa que olhe para uma piscina pode dizer que, realmente, não é algo lá muito inspirador. Depois disso, os artistas exploraram a ideia de um parque aquático com um rio lento (ilustrações abaixo), o que influenciou a versão final da arena, a Festa Tchibum no cenário praiano que temos hoje.

Early_Concept_for_Splash_Party_v2_5_25_21.jpg

A arte conceitual também é a responsável por acrescentar os elementos interativos às arenas. Para a Festa Tchibum, temos os toboáguas, a Barraquinha do Aronguejo e muito mais – mas depois eu conto mais sobre isso. Com o conceito e o local definidos, o próximo passo é fazer a arte de cenários.

Arte de cenários: dando vida às arenas

A arte de cenários é responsável por criar um local para vender lanches na praia ou dar à caverna um voraz apetite – opa, quis dizer algumas estalactites. Mas, acima de tudo, é onde Jeremy Page, nosso gerente de arte de cenários 3D, desenvolve um conceito até torná-lo realidade. E desenvolver essa realidade abrange uma série de etapas, até chegar ao estágio final de acrescentar a camada de embelezamento.

A camada de embelezamento é a que leva mais tempo entre todas as outras fases do processo – não só porque exige feedback e reiterações constantes, mas também porque a equipe tem um nível de exigência bem elevado nesse aspecto. Mas essas exigências compensaram!

Splash_Party_Env_Phases-(1)_ptBR.jpg

Design de som: acrescentando sons e batidas

Se você achou tudo muito legal até agora, espere só até ouvir isto aqui.

Essas são as trilhas sonoras das novas arenas deste conjunto, Festa Tchibum e Conde Espátula; cortesia de Alison Ho, chefe de design de som do TFT.

O design de som é a arte de criar camadas de som que se misturam com a estética de um ambiente. Para a Arena da Festa Tchibum, os arpejos do ukulele, o burburinho das pessoas na praia e os sons dos passos sobre as tábuas da Barraquinha do Aronguejo não só combinam com o visual da arena, mas a deixam mais vívida e real. E tem um bom motivo para isso! Embora alguns desses sons possam ser achados em um acervo digital, outros (como as ondas calmas do mar e os sons de patins) vieram de capturas de áudio da própria Alison e de outros designers de som.

Usar sons do mundo real como esses cria uma experiência mais realista e imersiva na Festa Tchibum. Os sons ambientes de patins são de gravações da própria Alison em Uptown, Chicago, e as ondas calmas do mar vêm de uma gravação que o Isaac Kikawa e a sua cachorrinha, Dixie, fizeram em Switzer Falls, Pasadena, na California, como você pode ver abaixo:

Capturing_Sound_at_Switzer_v2_5_25_21.jpg

Outros sons, como os da Arena do Conde Espátula, vieram de pessoas como o diretor de áudio do League of Legends, Matteo Stronati, arrebentando na bateria, ou Brendon Williams, compositor, tocando uns riffs na guitarra. Na maior parte das vezes, o design de som busca combinar com os efeitos visuais. Mas no caso da banda da tropa do Conde Espátula, é o contrário. Tanto a vitória como a derrota ativam diferentes efeitos sonoros, com a tropa (que também tem sentimentos) tocando um som de comemoração ou de lamento. Falando em efeitos visuais…

Efeitos visuais: clicar, spammar e reagir

Criar efeitos visuais para tabuleiros é quase como conversar com quem joga – são momentos em que o jogo reage às suas escolhas, vitórias e derrotas. Quando sua sequência de derrotas faz com que sua própria moto vá embora envergonhada, é como o se o jogo sentisse as suas emoções junto com você. Mas nem todas as conversas de efeitos visuais são relacionadas a derrotas. Neste conjunto, alguns dos elementos favoritos do iZac, artista de efeitos visuais da Riot, são os toboáguas clicáveis da Arena da Festa Tchibum, onde você pode descobrir o que aconteceu com o equipamento de mergulho do Choncc.

Os elementos interativos clicáveis nas arenas do Conde Espátula e da Festa Tchibum são totalmente novos no TFT. Já tivemos efeitos sonoros de sequências de vitórias e derrotas, assim como itens interativos, mas é a primeira vez que o TFT tem elementos interativos clicáveis e dinâmicos, como as runas na Arena do Conde Espátula e o toboágua na Festa Tchibum. São elementos que mudam com cada clique, mas que também podem ser influenciados pelo estado do seu jogo. Durante o jogo, você pode clicar rapidamente para criar o castelo de areia que quiser, mas uma onda pode vir e destruí-lo quando sofrer uma derrota. Que azar.

Como dá para perceber, há muitas coisas para ver nas novas arenas do Contestação – mais do que eu poderia explicar aqui. Então, comece a explorar e me conte se você descobrir como fazer aquela moto voltar. Hum...

As arenas do TFT: Contestação trazem muitas novidades para o jogo. Desd as inúmeras interações clicáveis até as capturas de sons reais de metal e água, há muito a explorar nessas arenas. Não deixe de descobrir mais conteúdo e surpresas nas arenas do Conde Espátula e da Festa Tchibum enquanto ainda estão disponíveis!



  • Copiado para a área de transferência