Dev
Dando vida ao Festival

Uma espiadinha nos bastidores das novas arenas de Destinos: Festival das Feras.

DevAutorAudrey Miano
  • Copiado para a área de transferência

Olá, estrategistas! A equipe do TFT está muito animada para compartilhar com vocês o que rolou nos bastidores durante o processo de criação das arenas de Destinos: Festival das Feras. Do conceito à execução, o Conjunto 4.5 levou as arenas do TFT a um novo patamar. E, é claro, com tamanha ambição, vieram desafios únicos para os artistas de cenário, composição e efeitos visuais. Com os resultados, esperamos ter aberto um novo reino de possibilidades para a forma de vivenciar uma partida de TFT. Acompanhem a história completa!

Vamos nessa! O Gino vai apresentar pra vocês os conceitos das arenas 4.5.

Design conceitual

Quando começamos a trabalhar no Conjunto 4.5, queríamos celebrar o Ano-Novo Lunar com a comunidade. Para isso, precisávamos criar uma experiência divertida e, ao mesmo tempo, nos manter fiéis às tradições da comemoração. Analisamos algumas tradições sobre o tema, mas não seria o TFT se não levássemos a experiência ainda mais além. Pegamos conceitos originais de arena, como uma sala do trono e um vilarejo, e os deixamos ainda mais impressionantes. A sala do trono tornou-se um clube com inspiração chinesa (com DJzinho e tudo!) e o vilarejo tornou-se uma festa incrível em uma cobertura, com diversas projeções holográficas. A equipe ficou superanimada com a ideia. Ali, soubemos a direção que gostaríamos de seguir.

Nosso próximo desafio era aplicar todas essas grandes ideias e fazê-las funcionar sem prejudicar a mecânica de jogo do TFT. O clube deveria parecer um clube tanto no PC quanto em dispositivos móveis, e o mesmo deveria acontecer na festa da cobertura. Ou seja, todos os elementos visuais precisavam ser visíveis e interativos em todas as plataformas – e o mais importante: sem cobrir coisas importantes, como itens.

Também tivemos que ser muito cuidadosos com o uso de artes e símbolos culturais. Comunicação e colaboração foram as palavras-chave nessa fase. Inclusive, quero agradecer aos meus "consultores culturais" – colegas de trabalho que conhecem bem as tradições do Ano-Novo Lunar – pelos feedbacks valiosos a respeito do que faria mais sentido para vocês. Graças a todos os ciclos de feedback e iteração, e também ao incrível trabalho dos nossos artistas de cenário, efeitos visuais, efeitos sonoros e animação, produzimos dois tabuleiros fantásticos e mal posso esperar para vê-los sendo lançados pra todo mundo!

Espero que vocês curtam o que preparamos para o Conjunto 4.5. Agora, passarei a palavra para o Jeremy, da arte de cenários!

Arte de Cenários

Valeu, Gino! Como de costume, os artistas de cenário receberam uma linda arte de base da equipe de conceito, e nosso primeiro desafio foi trazer aquelas imagens para o espaço 3D. Isso incluía criar nossa primeira arena em ambiente fechado: o Clube 2! Com o sucesso que tivemos na produção de vistas e planos de fundo imersivos, nosso desafio era criar a mesma perspectiva em um ambiente interno. Optamos por adicionar grandes janelas ao clube para exibir uma cidade ao fundo, repleta de fogos de artifício em comemoração à data. Além disso, adicionamos um lindo DJ Boizinho e um palco. Assim, começamos a sentir a verdadeira vibe do ambiente do Ano-Novo Lunar. Para dar uma bela ambientalizada, colocamos alguns toques mais humanos, como mesas de comida, globos de discoteca e canhões de confete.

Para a Arena Cidade Lunar, queríamos criar uma fachada futurista no topo de uma cidade antiga. Ao redor da cobertura, precisaríamos de água para os barcos que emitiriam os hologramas. Para isso, trabalhamos com o pessoal de arte tecnológica para criar sombreadores de água e utilizamos algumas texturas simples para fazer reflexos.

Uma curiosidade: foi nessa atualização intermediária que utilizamos elementos em primeiro plano pela primeira vez em nossas arenas! Na arena Clube 2, criamos um alpendre sobre a pista de dança; para a arena Cidade Lunar, fizemos uma construção futurista baseada no estilo de uma pagoda.

Agora, passo a palavra para o Isaac, dos efeitos visuais!

Efeitos visuais

Valeu, Jeremy! Para o Destinos, tentamos dar mais interatividade e reações às nossas arenas, algo semelhante ao que fizemos nos tabuleiros Kanmei, Akana e Festival. Mas, nessa atualização intermediária, fomos muito mais além. Queríamos incluir mais interações clicáveis com efeitos ainda maiores. Além disso, queríamos que esses elementos interativos parecessem partes mais essenciais do tabuleiro. Então, trabalhamos com a galera da área tecnológica de formas completamente novas. Isso fica claro desde o DJ Boizinho no clube até os hologramas na cidade, que estão entre os maiores desafios que já encaramos. Tivemos que criar algo que realmente parecesse um holograma – e que, além de tudo, pudesse celebrar com vocês dentro do jogo. Trabalhamos lado a lado com nosso artista conceitual para criar as incríveis animações de flipbook que vocês estão vendo agora. Com texturas múltiplas (multiplicando o alfa de uma textura para outra a fim de aplicar uma textura difusa) e agitando algumas versões complementares desses flipbooks, finalmente chegamos ao que queríamos.

Jason, da parte musical, agora é com você!

Música

Valeu, Isaac! Quando começamos a elaborar as músicas para as novas arenas, tivemos que descobrir como incorporar novas faixas às músicas que já tocam durante uma partida de TFT. A parte musical do TFT inclui seis faixas, quatro transições musicais e diversas melodias únicas para criar uma sensação de progressão ao longo do início de jogo. A designer de som Alison Ho e eu trabalhamos juntos para simplificar o sistema musical do TFT e permitir faixas específicas de arenas.

A música do Clube 2 deveria ter um toque estilístico próprio, mas sem perder a essência do Festival Lunar. Quando a compusemos, coloquei alguns pontos melódicos do Festival Lunar 2019 para torná-la mais familiar à comunidade, que realmente amou a temática. Para mantê-la reconhecível, usei instrumentos chineses tradicionais para guiar os ouvintes pelos estilos do Festival Lunar. Depois, deixei tudo numa pegada eletrônica, pra combinar com o clima da balada. Era importante que a música se conectasse com o carrossel e com as outras arenas do TFT, então a compusemos em A menor para uma transição mais suave.

Também gostaríamos de incluir algo divertido e especial para quem joga TFT há mais tempo. Tivemos campanhas maravilhosas de TFT no passado que usaram um estilo musical eletrônico bem semelhante ao tema do Clube 2, então achamos que seria legal incorporar alguns deles à música. Conseguimos colocar trechos da música "DUDUDUNGA" para adicionar as vozes em momentos de vitória nessa arena.

[Teamfight Tactics | Fates - Club 2 Arena Theme]
[Lunar Revel 2019 - Login Theme (Excerpt)]
[Win Streak Music]
[Win Music]

Por fim, a Alison dará detalhes sobre os efeitos sonoros.

Efeitos sonoros

Obrigada, Jason! Durante a produção dos efeitos sonoros das arenas Clube 2 e Cidade Lunar, tínhamos diversas artes conceituais e painéis semânticos para orientar nosso trabalho. Depois de conversar com o diretor de arte da equipe, Marcus, já sabíamos que essas arenas deveriam transmitir celebração e festividade como um Ano-Novo Lunar tradicional, mas com uma pegada futurista que se encaixasse na temática do Festival Lunar.

Para isso, utilizamos instrumentos chineses mais tradicionais (erhu, guzheng, gongos metálicos) com elementos novos (efeitos digitais de holograma, buzinas) e alguns efeitos sonoros de multidão. No Clube 2, tudo se manifestou por meio da música, enquanto na Cidade Lunar os efeitos de ambientação tiveram mais destaque.

Embora a arena Clube 2 seja focada na música, o compositor Jason e eu ainda queríamos que ela representasse uma experiência completa, mesmo que a pessoa desligasse o som. Por exemplo, se alguém decidir silenciar a música no cliente, ainda há uma versão da música ambiente abafada, mostrando que a festa ainda está rolando.

[Ambience with music on]
[Ambience with music muted]

Criamos ainda um efeito musical para a vitória ou derrota de uma rodada, permitindo que a música se destaque por um breve momento mesmo se estiver silenciada. Isso significa que qualquer efeito sonoro reproduzido ao final da rodada deve fazer sentido com o que estava tocando antes. Brincamos um pouco com os tons para termos certeza de que tudo estivesse perfeitamente harmonizado.

[Stinger with music on]
[Stinger with music off]

Assim como o Jason, nos sentimos na obrigação de colocar um pedacinho dos vocais de Dududunga nos efeitos sonoros da arena! Trabalhei com diversos processamentos de vozes, notas e reversos para "remixar" os vocais. Vocês ouvirão o remix quando estiverem em uma sequência de vitórias e uma versão mais triste quando perderem uma rodada.

[Dududunga Processing]
[Dududunga Winstreak and Loss]

Foi particularmente divertido produzir efeitos para o DJ Boizinho. Ele fica curtindo a música e reage se a pessoa vencer ou perder, então usei alguns efeitos de touros e vacas de verdade e apliquei efeitos de auto-tune.

[DJ Ox Sounds]

Por fim, tínhamos a arena Cidade Lunar. Como eu disse, nosso objetivo era transmitir uma sensação futurista para uma celebração tradicional. Além dos barcos de hologramas e das placas holográficas, adicionamos trânsito e carros voadores para dar mais vida ao ambiente com o toque futurista.

[Lunar City Traffic]
[Signs]
[Lunar City ambience in-game]

Os momentos de vitória e derrota são focados no público e na festa que está rolando. Com todos esses elementos simultâneos, queremos trazer a celebração do Ano-Novo Lunar à vida em cada batalha.

[Erhu, gong, drums]
[Lunar City win round]
[Lunar City lose round]

E isso é tudo! Agradecemos por nos acompanharem nos bastidores do Festival das Feras e por celebrarem o Ano-Novo Lunar com a gente. Esperamos que todos curtam bastante o Conjunto 4.5, e não esqueçam de conferir o vídeo de Início da Temporada para saber mais sobre o Festival das Feras!



  • Copiado para a área de transferência