Dev
/dev: Conheçam o TFT: Galáxias

Um novo conjunto está chegando. É hora de mostrar a nova mecânica de conjunto do TFT: Galáxias!

DevJogadoresRiot_Mort, Riot Beernana
  • Copiado para a área de transferência

No próximo mês, nós nos despediremos do nosso querido Teamfight Tactics: Ascensão dos Elementos e daremos as boas-vindas ao Teamfight Tactics: Galáxias. O novo conjunto coloca os jogadores bem no meio de uma guerra intergaláctica no universo de LoL e, com ele, virão novos Campeões, características, skins, tabuleiros, Pequenas Lendas e uma nova mecânica que abrange todo o conjunto. Enfim, falaremos mais sobre as novidades ao longo das próximas semanas. Hoje, começaremos com a nova mecânica de conjunto para o TFT: Galáxias.

Mas, primeiro, vamos falar sobre as Casas Elementais!

Antes de nos aprofundarmos, vamos falar um pouco sobre o sistema de Casa Elemental. Nós adicionamos uma mecânica de conjunto à Ascensão dos Elementos com o objetivo de aumentar a vontade de jogar mais de uma partida, fazer com que cada partida fosse única e forçar os jogadores a adaptarem sua forma de jogar. Esperávamos que ter que lidar com um elemento principal diferente a cada partida mostrasse que nem sempre a mesma composição seria a melhor opção. Além disso, com as casas aparecendo sempre em lugares diferentes, a melhor forma de utilizá-las nunca ficaria tão na cara.

Resumindo: estamos felizes com o desempenho do sistema de Casa Elemental, principalmente com a forma como a Qiyana se integra ao sistema e a forma como isso possibilita itemizações novas em todas as partidas. Partidas na Montanha tinham linhas de frente mais fortes e a característica de Montanha aparecia mais cedo. Partidas no Oceano habilitavam conjurações mais rápidas de habilidades e estados de Shojin. Partidas na Nuvem davam uma pequena vantagem aos conjuradores e partidas no Inferno eram mais explosivas que o normal. Toda partida parecia diferente, e era exatamente isso que estávamos buscando.

Rise_of_the_Elements.jpg

Como nem tudo foi um mar de rosas, certamente levaremos conosco tudo aquilo que aprendemos com os nossos erros. O primeiro problema foi a clareza. As casas usam o sistema de item e, embora nosso objetivo fosse uma interessante troca estratégica, acabou ficando muito confuso (principalmente para novos jogadores) entender quais benefícios os Campeões estão recebendo. Também fomos um pouco cautelosos com relação ao nível de poder das casas. Elas eram tão sutis para a partida que, às vezes, o certo a se fazer era simplesmente ignorar a mecânica e focar mais no posicionamento. Em condições ideais, as mecânicas de jogo com tal nível de visibilidade e atenção exigiriam que você interagisse com elas de formas mais inteligentes, mas as Casas Elementais ainda não estão atingindo esse patamar.

As Casas Elementais deixarão o TFT junto com a Ascensão dos Elementos, e seguiremos em frente com uma nova mecânica de conjunto para o conjunto Galáxias.

Em uma galáxia tão, tão distante...

Estamos chamando a nova mecânica de conjunto do Teamfight Tactics: Galáxias de... "Galáxias". Sim, muita criatividade. Vai funcionar assim: além das partidas com conjuntos de regras normais, algumas partidas de TFT levarão os jogadores a uma galáxia diferente, onde as regras também serão um pouquinho diferentes.

Por exemplo, uma delas é a Galáxias Neekoverso, onde todos já começam a partida com duas Ajudas de Neeko. Já que todos têm essa vantagem, tudo se resume a quem fará as melhores decisões estratégicas sobre quando e como utilizá-las. Será que é melhor gastá-las no começo em uma unidade de custo 3 ou 4 para começar uma bola de neve? Ou será que é melhor buscar uma unidade de 3 estrelas que seria muito difícil de conseguir normalmente? Ou talvez segurar para o fim de jogo e usá-las para criar um Campeão de custo cinco de 2 estrelas?

Star_Guardian_Placeholder_Image.jpg

Outra galáxia é a Galáxia do "carrossel de custo 4" (ainda estamos pensando no nome), onde o primeiro carrossel é composto somente por Campeões de custo 4. Isso traz novas perguntas: será que eu deveria itemizar pensando nesse Campeão? Ou será que é melhor vender logo e obter uma vantagem de ouro no começo? Uma unidade de custo 4 com o componente certo é algo muito bom, mas 4 de ouro a mais poderia ajudar a criar vários Campeões de 2 estrelas logo no início da partida.

Ninguém saberá em qual galáxia está jogando até que a partida comece, então as habilidades de adaptação de todos serão postas à prova. Ah, e tem mais uma coisa: novas galáxias serão habilitadas gradualmente. Isso significa que, provavelmente, haverá uma partida normal no lançamento, já que apenas uma ou duas galáxias estarão ativas, mas talvez tenhamos mais de 10 galáxias até o fim do conjunto (e, talvez, algumas acabem desaparecendo também).

O universo é vasto e há muito a explorar!

Mas por quê?

Tínhamos alguns objetivos para o conjunto Galáxias. Primeiro, queríamos algo que aumentasse a variedade e exigisse uma maior capacidade de adaptação. O TFT só estará em suas melhores condições quando olhar um guia na internet sobre a melhor forma de jogar não for o suficiente, exigindo que cada um se adapte ao que está acontecendo na partida. Então, criar uma mecânica de conjunto que fez isso acontecer foi muito importante.

Segundo, queríamos que a mecânica de conjunto fosse a mais clara possível. Como dito anteriormente, as Casas Elementais eram uma mecânica bem simples, mas ainda havia bastante confusão em suas regras. No TFT: Galáxias, gostaríamos de algo simples desde o início, fazendo com que fosse possível entender tudo perfeitamente mesmo na primeira partida de TFT.

Por último, queríamos algo expansível. As Casas Elementais são ótimas, mas ficamos decepcionados por não termos conseguido adicionar mais casas ao longo do conjunto. As galáxias nos dão a oportunidade de adicionar novidades com bastante frequência, já que não são tão presas aos Campeões do conjunto, como acontecia com a Qiyana. Mal podemos esperar para trazer galáxias únicas para exploração ao longo dos próximos meses.

PROJECT_Placeholder_Image.jpg

Como saberemos se está funcionando? Ao entrar em cada partida, queremos que haja a expectativa de aterrissar em uma galáxia diferente e, ao chegar lá, isso deve mudar o rumo do jogo de uma maneira única e divertida. Se percebermos que diferentes galáxias fazem as partidas se desenrolarem de maneiras diferentes, significa que deu tudo certo. Esperamos que se divirtam explorando as galáxias, e mal podemos esperar para ver vocês testando todas elas! E não deixem de dar uma olhada em algumas das características que aparecerão em Teamfight Tactics: Galáxias na semana que vem!



  • Copiado para a área de transferência