Pergunte à Riot: Exílio na Ilha dos Confinados

Por: Tummers

Boas vindas ao Pergunte à Riot!

Hoje falaremos sobre fila de baixa prioridade, Lee Sin contra Teemo e a localização do Mechs vs. Minions.



Por que a Riot não coloca todos os jogadores negativos na mesma fila? Qual é o problema com o conceito da "Ilha dos Confinados"?

Vamos começar dando um pouco de contexto sobre o que é a Ilha dos Confinados. A proposta diz que qualquer jogador que não tenha espírito esportivo e apresente uma conduta negativa durante o jogo deve ser separado dos demais. Parece ser uma solução satisfatória, uma vez que envia idiotas para uma ilha e teoricamente melhora os jogos dos demais, mas vai contra os nossos valores de reforma.

O conceito da Ilha dos Confinados não funciona no League por conta de dois pontos principais:

Ponto um: Acreditamos que jogadores negativos podem ser verdadeiramente reformados

Sabemos que a maior parte do comportamento negativo vem de um deslize, não acreditamos que a pessoa esteja comprometida a arruinar o jogo de alguém. Isso é a principal razão de considerarmos a reforma como um ponto central em muitas das nossas iniciativas. Então enquanto a reforma de jogadores for um valor importante para nós (spoiler: sempre será um valor importante) não podemos isolar 10 jogadores (ainda que ocasionalmente) negativos em partidas que seriam ainda mais negativas, e esperar que isso mude alguma coisa na atitude deles.

Em vez disso, fornecemos um feedback franco sobre a conduta negativa e damos a chance da pessoa perceber seus erros, crescendo como jogador e parte da comunidade. Aliás, a nossa Ferramenta de Feedback Instantâneo atual não é muito boa nisso. A partir de informações das denúncias enviadas por vocês, enviamos um cartão de reforma para jogadores punidos explicando o motivo de outros jogadores acharem aquela punição devida, mas deixamos de enviar a ideia de como eles podem melhorar e crescer. Precisamos trabalhar em cima disso.

A gente sabe que tudo isso pode parecer ingenuidade, e é por isso que o martelo do banimento está sempre próximo para que possamos cuidar de jogadores que não estão muito interessados em ter uma conduta bacana durante as partidas. Como o conceito da Ilha dos Confinados basicamente significa desistir desses jogadores, não podemos adotá-lo como uma solução para comportamento negativo.

Ponto dois: A Ilha dos Confinados é uma experiência terrível para seus "Prisioneiros" por muitos motivos

Ao isolarmos jogadores negativos em uma única fila, eles passariam a encarar problemas que fariam o League fornecer sempre uma experiência ruim. A fila apresentaria muito mais toxicidade durante os jogos, claro, mas o número reduzido de jogadores também causaria tempos de espera terríveis e um gerenciador de partidas desequilibrado. Poderia até ser satisfatório dizer “fizeram por merecer!", mas isso vai totalmente contra os nossos valores de colocar a experiência do jogador em primeiro lugar.

Além disso, construir e administrar o serviço de uma Ilha dos Confinados iria impedir que Rioters trabalhassem em esforços que condizem com o que acreditamos, como melhorar a Ferramenta de Feedback Instantâneo, a detecção de feeding intencional e a reformulação de sistemas legado, como a Honra.

Riot Gromp, Sapinho da Comunicação, Comportamento do Jogador e Simurgh, Designer de Jogo, Comportamento do Jogador



Como o Dardo Ofuscante do Teemo funciona no Lee Sin?

Para quem enxerga, os dardos do Teemo causam cegueira, jogando suas vítimas em um abismo de noite instantânea... Só que uma coisa que poucos sabem é que para aqueles que não enxergam, seus dardos causam o efeito inverso! Quando os dardos atingem a pele do Lee Sin, ele visualiza um mundo cheio de cores e formas em movimento! Tudo aquilo que só existia na sua imaginação - formas das folhas que caem no outono, nuances de um sorriso tímido, estrelas cintilando no céu - dança em harmonia na sua frente. E aí... passa. O vazio das trevas envolve seus olhos e, mais uma vez, e a alegria de enxergar vai embora.

Pelo que sabemos, bem, Teemo é o demônio. E apenas um demônio poderia devolver a visão à alguém cego e tomá-la de volta depois.

Riot Tiger Lily, Editora, Equipe de Narrativa



Você vão lançar o Mechs vs. Minions em outros idiomas?

Adoraríamos lançar o Mechs vs. Minions em outros idiomas! Desde o início, nosso objetivo era fazer com que a maior quantidade possível de pessoas pudesse jogá-lo e ainda estamos comprometidos em fazer isso acontecer.

Aqui vai uma atualização de onde estamos e um contexto dos desafios que estamos encarando:

Em seu lançamento, publicamos o MvM em dois idiomas: Chinês simplificado e Inglês. Além disso, enquanto estávamos desenvolvendo o jogo, também trabalhamos em localizar o jogo para todas as línguas suportadas pela Riot e, se não me engano, são 19 idiomas. A quantidade de palavras presente nesse jogo de tabuleiro é absurda comparada com as palavras localizadas para as Notas de Atualização ou para um Blog do Desenvolvedor. À medida que revisamos as regras do jogo, com base no feedback enviado pelos jogadores, a equipe continua melhorando os outros idiomas para nos permitir fabricar o jogo em outras línguas.

Isso me leva ao nosso principal obstáculo: fabricar um produto leva bastante tempo (um produto do tamanho do MvM leva cerca de seis meses). Ao fabricar um produto físico, é necessário se preocupar com coisas como estoque e demanda. Quando criamos skins ou ícones, não temos esse tipo de preocupação, então precisamos determinar quantas unidades achamos que uma região pode precisar, ou assumir o risco de criar um estoque enorme que não pode ser enviado para outro lugar, afinal, os italianos não precisariam de uma versão coreana do jogo.

Dito isso, queremos levar o MvM para a Alemanha em breve, e estou trabalhando com nossa equipe de merch para distribuir o jogo nos seguintes idiomas em um futuro próximo: Francês, Italiano, Coreano, Tcheco e Espanhol (da Espanha, e não da América Latina Norte, pois são diferentes). Essas regiões foram escolhidas com base em alguns fatores, como comunidades ativas de jogos de tabuleiro e a força local da nossa marca. Sinceramente, espero que, com o tempo, possamos lançar o MvM em todas as regiões que gostaríamos. Se você tem alguma preocupação sobre isso ou precisa de mais contexto, nos dê um toque.

Kades, Gerente de Produto, Mechs vs Minions

Ainda tem perguntas? Vá até o Pergunte à Riot e acesse sua conta do League. Confira o que pode e o que não pode e envie sua pergunta.

Pergunte à Riot

Prometemos ler todas as perguntas, mas não garantimos que todas elas receberão respostas. Algumas perguntas podem já ter sido respondidas em outro lugar ou não são apropriadas para o Pergunte à Riot. Este não é o lugar ideal para anunciar novos produtos ou recursos, e os assuntos que já foram discutidos a fundo em outros espaços provavelmente serão ignorados (mas podemos esclarecer pontos individuais).

Apesar disso, estamos sempre ouvindo, então continuem perguntando. Vamos garantir que suas perguntas sejam vistas pelos Rioters que estão trabalhando nas coisas que vocês têm curiosidade.


10 months ago

Marcado com: 
Ask Riot