Apertem os cintos, a INTZ vem aí

Por: LeonButcher

Quando a Team United se despediu da Liga dos Campeões de 2014 com o último lugar da fase de grupos, a equipe se dividiu, os jogadores se espalharam. Pouco tempo depois, Jockster e micaO se juntavam com outros jogadores para formar a INTZ, time que chegou à Regional Brasileira, e desde então vem dando trabalho para os "grandes".

No final de novembro, a INTZ Team venceu a KaBuM nas semifinais e a KaBuM Black na grande final do Circuito Game7, evento que aconteceu em Campinas. Foi a demonstração mais clara de que a equipe está caminhando para fazer barulho no cenário brasileiro. Com yang (Topo), tockers (Meio), micaO (Atirador), Jockster (Suporte) e agora Revolta (Caçador, ex-Keyd) no lugar de Djokovic (Caçador), é bom ficarmos de olho neles.

Quebrando a banca

A INTZ vem fazendo um papel que lembra bastante a KaBuM de 2013: três equipes dominavam o cenário (CNB, paiN e Keyd), quase absolutas. Foi quando no CBLoL daquele ano surgiu a Nex Impetus (depois viria a ser a KaBuM), que conseguiu quebrar a barreira do chamado Tier 1 e se juntar às três potências. A KaBuM foi campeã brasileira, venceu o International Wildcard e entrou para a história com a participação no Mundial 2014. Será que a INTZ vai seguir o mesmo caminho?

Debates sempre estarão abertos, mas a INTZ provou que consegue bater de frente com as principais equipes, vencendo a KaBuM na semifinal do Game7 e tirando jogos de paiN, Keyd e CNB durante o segundo semestre em diversos campeonatos. A organização apostou nos jogadores e manteve uma boa estrutura desde então, e os resultados começaram a aparecer. "(Tivemos) muita dedicação e treinamos, realmente não tem segredo pra melhorar, só levar o jogo muito a sério e procurar sempre melhorar", diz o atirador micaO.

A INTZ é um time consistente, que equilibra suas potências conforme o tempo de jogo, muitas vezes apostando em tockers e micaO para conseguir bater os oponentes. Jockster tem cada vez mais aumentado a sinergia com seu atirador e coordenando a equipe junto com seu caçador para boas lutas e controle da visão. Yang preenche muito bem a vaga de um topo que consegue tanto carregar, se necessário, quanto servir de trampolim para a vitória da equipe. No geral, a sinergia e o balanceamento transformam o time em um perigo para os rivais.

Dá uma motivação a mais jogar contra equipes grandes já conhecidas do cenário. - micaO

Nesta semana, a equipe anunciou a saída de Djokovic, um caçador que tinha um papel bem utilitário para a equipe, e a entrada do Revolta (ex-Keyd e CNB). Isso altera um pouco a forma de a equipe jogar, já que Revolta é mais agressivo e movimenta-se mais, saindo do papel de Djoko. Tudo indica que veremos uma INTZ ainda mais forte.

Com todo o empenho, a INTZ vem surpreendendo desde a sua formação. Apesar de não conseguir passar pela paiN na primeira fase da Regional 2014 - primeiro campeonato da equipe -, a INTZ teve um segundo semestre melhor, com um histórico de 7 vitórias e 6 derrotas contra paiN, Keyd, KaBuM e CNB, provando que merece, sim, ser classificada como uma das melhores equipes do país.

"Não vejo nenhuma rivalidade ainda, acho que estamos muito no início", comenta micaO, "mas dá uma motivação a mais jogar contra equipes grandes já conhecidas do cenário". É dessa motivação, e dos resultados, que podem nascer as rivalidades.

Por enquanto, o time se concentra em melhorar seu desempenho para a Temporada 2015 do CBLoL, mas sempre mantendo o pé no chão, seguindo o lema de underdogs (azarões) com que a equipe foi formada. "Acho que temos muito pra aprender ainda e todos aqui têm muita vontade de crescer, então o céu é o limite", diz micaO. "Estou muito confiante de que 2015, com tudo que está acontecendo e irá acontecer, teremos chances reais de conquistar títulos, mas não tenho dúvidas também de que vai ser um caminho muito difícil".

2015 promete muitas surpresas para a equipe da INTZ, mas a equipe já se estruturou e fechou os titulares, e segue o planejamento para o ano em que o time pretende de fato decolar, como disse a equipe em comunicado no Facebook, "a filosofia da organização é realmente manter a line-up durante o maior tempo possível para que a sinergia como time seja cada vez maior", como foi comprovado durante o ano de 2014 e agora com a base para 2015. "Ficamos felizes que ao longo do ano vocês começaram a acompanhar e torcer pela INTZ e todos os nossos players, que juntos e unidos batalharam e conquistaram uma evolução constante em 2014".


4 years ago


Conteúdo Relacionado