Guia de Sobrevivência: Regional Chinesa

Por: LeonButcher

Não é fácil ser o segundo colocado. Quando a China viu a sua equipe StarHorn Royal Club voltar do Mundial da Terceira Temporada com o segundo lugar, a região pareceu entrar em uma fase de estagnação. Muitos times considerados poderosos na temporada 2013 pareceram perder força quando lendas como Wh1t3zZ e Misaya se aposentaram. As equipes começaram a temporada de Primavera em busca de uma nova identidade, e falharam em bater equipes coreanas em campeonatos como o Campeonato Mundial da IEM e o All-Stars Paris.

Mas pouco antes da temporada de Verão, uma iniciativa começou para trazer estratégias de alto nível da Coreia e implantá-las na China para surpreender no Mundial. Os métodos foram de realmente mudar as táticas até importar jogadores e técnicos coreanos. Com tudo isso, mesmo se a China não conseguir ultrapassar as outras regiões, eles deixarão claro que não devem ser contados como fracos.


Visão Geral

O caminho da China para o Mundial certamente é um dos mais complicados. Ao todo, três equipes representarão o servidor chinês. A Edward Gaming, campeã das temporadas de Verão e Primavera da LPL 2014, já está classificada para o Mundial, mas o seed deles ainda não está definido.

Para determinar esta colocação, bem como os outros dois representantes, as equipes chinesas vão jogar um torneio de dupla eliminação (com repescagem) e séries melhor-de-três. Os times que vão disputar este torneio são: OMG, StarHorn Royal Club, LGD e Invictus Gaming. Tanto o vencedor da tabela inferior (a de repescagem) quanto da tabela superior vão carimbar seu passaporte para o Mundial, com o da tabela inferior ficando com o terceiro lugar e o vencedor da tabela superior disputando com a Edward Gaming a primeira posição.


História

As equipes chinesas de League of Legends fizeram sua primeira aparição internacional notável em 2012, no Campeonato Mundial da IEM Temporada VI. Não foi tão agradável. A equipe classificada, EHOME, falhou em sair da fase de grupos, perdendo quatro das suas cinco partidas. Terminaram em último lugar, empatados com os europeus da Millenium.

Apesar de uma estréia sem brilho, as equipes chinesas procuraram mais competições internacionais, e assim foram capazes de melhorar o seu jogo por se envolver em torneios com equipes da cena coreana que estava em desenvolvimento. Na época, competições com jogos de ida-e-volta era comum entre as equipes coreanas e chinesas, com times como Invictus Gaming triunfando sobre coreanos como MVP Blue.

Foi neste período que a Team World Elite começou a atrair olhares. Eles foram convidados para participar da Azubu Champions Verão 2012. Mesmo sendo eliminados pela Counter Logic Gaming EU nas quartas-de-final, os chineses trouxeram boas experiências na volta para o seu cenário, e contrataram o caçador Clearlove e o suporte Fzzf.

Com isso, a World Elite fecharia o time que os representaria no Mundial da Segunda Temporada, juntamente com o outro representando chinês, Invictus Gaming. Ainda que conseguiram dar trabalho para equipes como Azubu Frost, ambas as equipes mal conseguiram sair da fase de grupos, e foram eliminadas nas quartas-de-final, a iG pela Moscow Five e a WE pela CLG EU.

A World Elite finalmente quebrou as barreiras internacionais na IPL 5, pouco depois do Mundial da Segunda Temporada. Eles esmagaram todos na fase de grupos, vencendo de equipes como Azubu Blaze, Fnatic e Moscow 5 antes de chegar ao título. Isto provaria ser o raiar para uma nova era da WE, onde eles começariam a vencer todas as séries de jogos que participavam, tanto em âmbito nacional quanto internacional. O reinado deles eventualmente acabou, caíndo nas mãos de times como Invictus Gaming e os novatos da OMG.

Quando o sistema de ligas foi implementado na China, América do Norte e Europa, muitos olhos se viraram para a China. A World Elite continuou a cair, e seus rivais de longa data, iG, tomaram seu lugar. Eles conseguiram o título da primeira temporada regular da LPL, mas uma nova equipe, OMG (préviamente Arca de Noé), começou a despontar. Quando a Positive Energy eliminou a iG nas eliminatórias, o caminho estava liberado para a OMG vencer seu primeiro título da LPL.

A OMG então surpreendeu a todos mudando sua equipe titular na metade da temporada, mudando o conhecido suporte Lovelin para a selva, mas a equipe se provou ainda mais forte durante a temporada regular do que o time anterior. A sinergia do caçador com o meio Cool provaria ser um dos grandes trunfos da equipe para dominar a temporada de Verão. Outros talentos então começaram a aparecer, como o atirador da Royal Club, Uzi, e a impressionante rota interior da Positive Energy, formada por NaMei e Sicca.

Apesar de algumas pessoas acharem que a World Elite poderia ainda ser a equipe mais forte, a Royal Club conseguiu patinar através das classificatórias do Campeonato Mundial de 2013 com uma virada. Fixaram-se no primeiro lugar na China pro resto da competição, e fizeram a OMG batalhar pela sua futura vaga na tabela de classificação.

Já no Campeonato Mundial, a OMG se tornou a segunda maior força no mesmo grupo que a SK Telcom T1 K. Eles terminaram a fase de grupos empatados com as estrelas coreanas, mas perderam nas quartas-de-final novamente para a Royal Club. A equipe de Uzi prosseguiria no campeonato, eliminando a Fnatic somente para perder por 3-0 para a equipe de Faker, SK Telecom T1 K, na grande final.

Depois de muitos elencos das equipes mudarem, incluindo a divisão da outrora poderosa World Elite, a LPL de Primavera 2014 começou. Apesar de Cool ficar fora por um tempo por questões de saúde, a OMG continuou dominante, perdendo apenas três jogos na etapa. No All-Stars, no entanto, a equipe novamente perdeu para a SK Telecom T1 K, e até equipes da Europa e dos Estados Unidos conseguiram desbancar os chineses na IEM Katowice. Então, nas eliminatórias da LPL, a OMG foi posta em terceiro lugar pela Invictus Gaming, e a novata Edward Gaming, formada por ex-jogadores da World Elite e da Positive Energy, conseguiu o primeiro lugar.

Mesmo com os fãs dizendo que a EDG era uma resposta em potencial para o perigo que são as equipes coreanas, estava claro que as equipes chinesas deveriam passar por mudanças drásticas para disputar títulos nacionais. Durante a pré-temporada antes da etapa de Verão da LPL 2014, as equipes começaram a importar talentos coreanos, como jogadores e técnicos. Para algumas equipes, como a StarHorn Royal Club, um time misturado conseguiu algum sucesso no final da etapa, mas outras equipes, como a World Elite, não conseguiram achar seu estilo de jogo e até ficaram de fora da Classificatória para o Mundal 2014.

Com a OMG ainda sendo uma grande força, a EDG parecendo os grandes favoritos e outras equipes chinesas melhorando bastante indo agora para a Classificatória Regional, os olhos estão na China para ver se eles conseguem melhorar suas performances internacionais.


Estilo de Jogo

  • Se existe algo que a maioria das pessoas sabe sobre a Chine é que eles são extremamente agressivos – certo? A frase “agressividade chinesa” tem sido tão usada que é de se questionar se ela ainda significa a mesma coisa que anteriormente. Os chineses tradicionalmente são pró-ativos nos seus jogos, mas se eles ficam muito confiantes, é fácil reparar erros de execução e cálculo. Com a melhora no controle da visão, o foco mudou para partes mais tardias do jogo, mas a principal coisa a ser notada é que o fluxo de diferentes estratégias de fora do país adicionaram um certo tempero na LPL, e o estilo de jogo varia bastante, regularmente surpreendendo fãs e analistas.

  • Lutas de Equipe

    Fora a grande agressividade, outro aspecto do jogo chinês que sempre chamou a atenção foram as lutas de equipe. Independentemente de outros elementos do jogo, as equipes chinesas tem que ter habilidade de combate em equipe para ter sucesso em uma região onde o número médio de abates por jogo é de mais de 30. As equipes da China lutam por qualquer tipo de objetivo, seja Dragão, Barão, Torres ou até mesmo buffs inimigos.

    No entanto, a proficiência com que as equipes chinesas luta é digno de nota. Muitas vezes, as habilidades empilham sobre outras habilidades, e os alvos com mais ouro são colocados em uma posição onde eles podem ter o maior impacto na partida. A região tem Atiradores extremamente talentosos, e suas equipes formam composições coesas de uma forma que se adapte ao estilo de seu carregador. Com mais prioridade no controle da visão em seu arsenal, a preparação de lutas de equipe avançou para um novo nível, e ninguém está a salvo quando as equipes se enfrentam em qualquer ponto do mapa.

  • Velocidade

    Ao invés de dizer que equipes chinesas são agressivas, podemos também dizer que eles gostam de seus jogos em um ritmo mais frenético. Meios talentosos transformam todo o mapa em seu próprio quintal, e mantê-los na rota às vezes é mais difícil do que prever sua trajetória. Equipes chinesas muitas vezes forçam lutas se conseguirem identificar um poderio próprio no começo do jogo, constantemente criando situações que se transformam em verdadeiras bolas de neve no decorrer da partida.

    Nem todos os times chineses serão tão pró-ativos no começo do jogo, mas eles utilizam a velocidade de maneira diferente. Assim que identificam um ponto de pressão no mapa, o jogo muda completamente e as jogadas acontecem tão rápido que se você desviar o olho da tela por segundos, pode perder tudo.

  • Variedade

    Com diferentes times adotando diversos elementos de estratégia tanto de jogadores coreanos como da experiência de jogar contra eles, a LPL virou um palco para novos estilos de jogo. Algumas equipes preferem coletar recursos passivamente na fase de rotas, às vezes deixando o adversário liderar no começo do jogo, apenas se preparando para a fase de lutas entre as equipes. Outros times saíram do estilo de 5x5 e adotaram mais um estilo de cerco à torres e composições para pegar adversários fora de posição. A cobertura de visão providenciada pelas sentinelas varia de jogo para jogo, às vezes servido para conseguirem um Barão rápido às vezes posicionando elas mais adentro da selva inimiga para impedir o caçador adversário de se movimentar muito. Ao assistir as Regionais chinesas, não espere ver as mesmas estratégias nas séries.


Times

  • Edward Gaming

    A formação da Edward Gamingpode ser uma das histórias mais interessantes no League of Legends desta temporada. Clearlove e Fzzf seguiram o técnico da equipe, Aaron, e se juntaram à equipe. Enquanto a adição de Koro1, U e NaMei, a EDG foi vista como uma equipe de traidores por muitos fãs da World Elite.

    A EDG aos poucos conquistou alguns fãs através de sua impressionante Temporada de Primavera, onde eles perderam somente sete partidas e conseguiram eliminar a OMG no International eSports Tournament. Eles ainda conseguiram vencer (e convencer) a fase eliminatória da Temporada de Primavera, também levando o título da Temporada Regular de Verão numa final contra a World Elite – série que também fez com que os rivais fossem eliminados das Classificatórias para o Mundial 2014.

    Durante muitos momentos da EDG, eles mostraram inconsistência. No começo da partida a falta de pressão do caçador e do meio fazem com que o foco da equipe seja nas partes mais tardias do jogo. Ainda assim, quando Clearlove está em um bom jogo, abates começam a acontecer logo cedo na rota inferior, e NaMei controla a partida a partir daí. Durante as etapas de Primavera e Verão, Clearlove provou que consegue controlar a pressão muito bem, e se ele continuar assim a EDG é definitivamente a favorita para levar o primeiro lugar da China para o Mundial.

  • OMG

    Apesar do time da OMG se parecer muito com os jogadores que vimos no Mundial da Terceira Temporada, eles passaram por muitas mudanças. Durante a temporada de 2014, Drug, previamente conhecido como Allen e Lovelin, mudou de posição duas vezes, e o meio Cool devagar volta à sua grande forma após breve tempo afastado por problemas de saúde. A equipe teve alguns conflitos internos no começo da etapa de Verão, e tiveram que mudar o suporte para o Dada7, anteriormente atendendo pelo nome de comA.

    A confiança da OMG notavelmente diminuiu, muito por conta das performances que a EDG têm apresentado. A OMG perdeu mais partidas na última parte da temporada que em qualquer outra da LPL. Parte disso pode ser atribuído à melhora na competição, mas a inconsistência na posição de suporte da OMG realmente os faz tremer um pouco em comparação à oposição.

    Assim como a EDG, no entanto, a OMG demonstrou grande atuação nas eliminatórias, provando que eles conseguem jogar muito bem sobre pressão. Após preparar seu Yasuo durante muito tempo, Cool conseguiu fazer 20/1/8 em uma partida contra a StarHorn Royal Club nas eliminatórias de Verão. E diferentemente de outras equipes chinesas, o topo, caçador e meio da OMG são as grandes estrelas do time, e podem ser os mais fortes jogadores para estas posições do país. A OMG utiliza isso para focar em certos campeões na hora de formar o time, o que já os diferencia bastante de outros times da China. Quando eles estão confiantes, ninguém está a salvo.

  • StarHorn Royal Club

    Vindo de um terceiro lugar na temporada regular da LPL, a Royal Club demonstrou problemas na comunicação. Não é surpresa, considerando que dois jogadores do time começaram a etapa na LPL sem conseguir falar chinês. Zero e inSec entraram para a Royal Club vindo da KT Rolster Bullets, e demonstraram estar interessados em permanecer na China somente se a equipe demonstrar um bom jogo no Mundial.

    A Royal Club tem a tendência de abandoner a cautela e mirar no adversário mais próximo. No começo da temporada, Uzi e inSec regularmente entrariam em lutas sem apoio, morrendo diversas vezes. Desde então a equipe têm se policiado a comunicar melhor as ações e seguir as chamadas do seu caçador e do seu atirador, dependendo da coordenação de ambos para ter uma boa atuação.

    Outra face que transformou a Royal Club foi o desenvolvimento de seu meio. A Orianna e o Fizz devastadores de Corn criaram diversos problemas para os adversários, bem como uma grande força para a sua equipe. Assim, a comunicação e confiança começou a se espalhar pela equipe, e com isso mais dinheiro e recursos entraram no bolso das rotas solo. Este acréscimo nas armas da Royal Club pode ser um problema a mais para os adversários, mas a equipe precisa primeiro passar por cima da comunicação e das jogadas arriscadas para vencer os jogos.

  • LGD Gaming

    Poucas pessoas esperavam que a LGD avançasse para as eliminatórias após eles engrenarem uma fase cheia de derrotas à partir da metade da temporada. A LGD demonstrou grande força para se manter de pé após ficar próxima do rebaixamento. Ainda assim, a World Elite novamente escorregou e deixou a oportunidade passar, para felicidade da LGD, que conseguiu duas séries vitoriosas (contra WE e YG). Assim, quando a EDG eliminou a WE, a tabela alçou a LGD para as eliminatórias.

    A LGD é nova nesta temporada da LPL, e o time titular mudou consideravelmente desde que eles começaram. O novo meio, We1less, provou ser um jogador de grande nível na posição, e sua força inovadora trouxe o uso do Espírito do Lagarto Ancião nos itens de jogadores na LPL. Ele constantemente consegue abater mais tropas que o meio adversário, bem como se movimenta bastante para fazer as outras rotas ficarem com a vantagem.

    As outras estrelas da LGD estão na rota inferior. XQ é parte de uma nova leva talentosa de Atiradores que podem ameaçar WeiXiao, Uzi e NaMei no futuro. Pyl é um veterano chinês desde 2011, bem como mestre tático da equipe. Mesmo com fraquezas bem claras no topo e na selva, as estratégias de Pyl são focadas em dividir a equipe e criar diversos pontos de pressão no mapa, rotacionando mais do que lutando em equipe, algo que soa um pouco estranho na LPL.

  • Invictus Gaming

    A Invictus Gaming conseguiu seu lugar na Classificatória Regional através do seu segundo lugar na fase eliminatória da LPL de Primavera 2014. Eles mal conseguiram se classificar para este torneio e ainda assim tiraram a OMG por 2-1 nas semifinais, mas caíram para a EDG na grande final.

    Nesta temporada, a iG é uma das duas equipes a aparecerem na Regional com adições coreanas. O time perdeu uma das grandes, PDD, quando ele se aposentou, e o substituto veio da Mook Comet, YongSoo. Ele teve um bom desenvolvimento durante a temporada, mas seu estilo de jogo é muito diferente daquele que PDD exibia. A equipe teve muitos problemas em encontrar uma identidade após mudar o responsáveis pelas chamadas, bem como não ter mais um topo que constantemente vencia a sua rota e liderava o time.

    As lendas chinesas dizem que sempre que a Invictus Gaming realmente precisar, seus jogadores vão dar tudo de si e conseguir o resultado. Apesar de demonstrarem uma temporada fraca, a iG recentemente venceu a EDG por 2-0 na X Championship Series. As luzes estarão apagadas para a iG já que eles não participarão das eliminatórias da LPL de Verão 2014. Isso pode ser um problema já que não terão como treinar e competir em alto nível, mas também pode ser bom já que ninguém saberá o que eles estarão aprontando para as próximas competições.

    A iG demonstrou escolhas interessantes de campeões nesta temporada, com uma nova revolução do uso do Zilean, e também escolhas de Lux e Skarner. O meio e responsável pelas chamadas, Zzitai, tem sido um grande pilar no cenário chinês, e ele e dois outros membros da equipe estiveram na disputa do Mundial da Segunda temporada. Esta experiência pode ser um bom fator para a iG, mas sua idade pode pesar negativamente no seu julgamento, já que é um jogador novo.

É impossível prever o que irá acontecer nas Regionais da LPL, graças à grande variedade de estilos que eles colocam sobre a mesa. Não importa se você está torcendo para uma equipe imprevisível ou para o time paciente e metódico, as Regionais chinesas com certeza estarão cheias de ação. Fique ligado à partir do dia 6 de Setembro e não esqueça de reforçar a beirada da sua cadeira, você vai precisar!


5 years ago


Conteúdo Relacionado