Quartas-de-Final: Grupos A e B

Por: LeonButcher

Com o fim da emocionante Fase de Grupos, os oito melhores times do mundo avançam para a Fase Eliminatória, entrando diretamente nas quartas-de-final, em confrontos melhor-de-cinco. Estamos, portanto, a três séries (quartas, semis e final) de saber quem é o melhor time de League of Legends de 2014, e o novo dono da Copa do Invocador, o troféu mais cobiçado pelos jogadores.

Separamos aqui para vocês um breve resumo dos Grupos A e B, e os principais destaques das equipes que se enfrentarão nas quartas-de-final.

Relembrando os Grupos A e B

Com o Grupo A sendo dominado pela Samsung White, a Edward Gaming teve que lutar pela sua vaga no desempate contra a equipe da casa, AHQ eSports. Já a representante do Wildcard da Gamescom, Dark Passage, foi eliminada sem ganhar sequer um jogo.

Com algumas surpresas, o Grupo B começou muito movimentado, mas aos poucos a vaga da Star Horn Royal Club foi ficando cada vez mais concreta. Já a Team SoloMid se aproveitou da má fase da Taipei Assassins e do banimento do Caçador Svenskeren (por três jogos) da SK Gaming para conquistar a segunda posição com boas atuações.

Samsung Galaxy White x Team SoloMid

O duelo entre a equipe da casa e da sua torcida contra o time com mais torcedores no mundo vai fazer tremer o chão! As equipes se enfrentam na sexta-feira (03/10) às 05:00.

Team SoloMid

Titulares: Dyrus (Topo), Amazing (Caçador), Bjergsen (Meio), WildTurtle (Atirador), Lustboy (Suporte)

Primeira colocada nas Regionais Norte-Americanas, a Team SoloMid tinha uma grande torcida ao seu lado. Ainda assim, a equipe tinha um histórico de não ir bem nos Mundiais, mesmo sendo o único time a ter participado de todos eles. Logo, a principal incógnita era saber se os jogadores que dominaram o cenário americano com muito esforço iriam continuar as boas atuações em palco mundial.

A TSM fez questão de logo sanar essa dúvida. Com um primeiro dia médio, em grande atuação contra a SK Gaming mas perdendo de lavada para a SH Royal Club, o trem foi engrenar de vez no segundo e terceiro dia, quando eles bateram a Taipei Assassins em ambos os jogos, chegando ao final e desbancando até a líder Royal Club, devolvendo a derrota do primeiro jogo. Mesmo encerrando a participação com derrota contra a SK Gaming, a vaga já estava assegurada.

Com desempenho irregular na LCS, Amazing realmente deu um passo enorme neste Mundial até agora, controlando bem a selva e conseguindo encaixar boas emboscadas para colocar sua equipe à frente logo cedo. Já Dyrus novamente provou o porquê de ser um dos dois jogadores que estiveram em todos os mundiais (junto com o já eliminado Yellowstar, da Fnatic). Com atuações excelentes – principalmente de Rumble e Lulu, o topo da SoloMid pode dar trabalho. Bjergsen e WildTurtle também provaram que conseguem carregar a equipe caso alguma rota não funcione como deveria, sabendo que terão Lustboy sempre na retaguarda para garantir sua proteção.

Samsung Galaxy White

Titulares: Looper (Topo), Dandy (Caçador), PawN (Meio), imp (Atirador), Mata (Suporte)

Para chegar ao Mundial, a Samsung White precisou passar por ninguém menos que a SK Telecom T1 K, de Faker e Piglet, e conseguiu isso sem dificuldade, com um sonoro 3-0, provando que seria um dos times mais perigosos do Mundial 2014. A equipe que havia sido eliminada de maneira quase humilhante do Mundial 2013 voltava ao palco global para provar que um deslize no passado não vai abatê-los.

E, de fato, a Samsung White foi a única equipe a passar da Fase de Grupos invicta, com um recorde de 6-0 em um grupo que tinha lá seus potenciais. O maior perigo era a Edward Gaming, primeira colocada da China. Ainda assim, comandada por Dandy, a White só teve dificuldades no primeiro jogo, que pode ser explicado pelo nervosismo de estrear em mais um Mundial. Depois disso, os coreanos atropelaram: juntando os dois jogos contra a Dark Passage com os dois contra a AHQ eSports, o índice de Abates/Mortes/Assistências da Samsung White foi 108/28/228. O que significa que, em média, sempre houve duas pessoas dando assistência para cada abate da equipe, e que eles somente cederam 7 eliminações por partida contra uma média de 27 abates.

Isso prova que, acima de tudo, a Samsung White sabe jogar em equipe. O controle começa logo cedo, já que Dandy – atualmente considerado o melhor Caçador do mundo – é um expert em invadir a selva adversária e tomar posse dela, mantendo a visão e sabendo exatamente o posicionamento do Caçador inimigo. Suas emboscadas são fatais, e normalmente o mais beneficiado por isso é o topo Looper, que é consistente, mas raramente se destaca tanto, muito pelo fato de PawN e imp saberem carregar a equipe muito bem. Este último forma a dupla com Mata na rota inferior, e mesmo quando enfrentaram NaMei, o atirador chinês da Edward Gaming e apontado como um dos melhores jogadores no Mundial, não deram chance alguma. A White dá poucas brechas, mas já mostrou que pode pecar um pouco nas partes mais tardias da partida por nervosismo. Vamos observar com os olhos brilhando o confronto entre esses dois colossos mundiais.

Star Horn Royal Club x Edward Gaming

A Royal Club quer descontar as derrotas na LPL eliminando a Edward Gaming do Mundial neste clássico chinês, que já tem um grande histórico de confrontos. O duelo pela vaga na semifinal acontece no domingo (05/10) às 02:00.

Star Horn Royal Club

Titulares: Cola (Topo), inSec (Caçador), corn (Meio), Uzi (Atirador), Zero (Suporte)

Segunda colocada no Campeonato Mundial 2013, a Royal Club mudou muito em comparação com o time titular do ano passado. O único que restou, Uzi, foi o jogador que coordenou a nova equipe para mais uma presença em palco mundial. Passando por LGD e OMG por 2-0 nas classificatórias regionais, a Royal Club acabou derrotada por 2-1 pela – adivinhem – Edward Gaming na disputa pelo primeiro seed da região.

Muitas discussões antes do Mundial apontavam que a Royal poderia ter problemas na maior competição do ano, pois seus membros (na verdade Uzi e inSec) haviam tido uma grande discussão durante o treinamento, e o Atirador havia ameaçado se retirar do time às vésperas do campeonato. Mesmo assim, a equipe parece ter se recomposto, até porque atropelou grande parte dos adversários na Fase de Grupos. O primeiro confronto difícil na fase de grupos foi logo na estreia, contra a equipe da casa, Taipei Assassins, com os nervos de ambos à flor da pele. O segundo foi uma derrota para a Team SoloMid. O mais curioso é que, três dias antes, a Royal Club havia vencido o time americano por uma diferença colossal em todos os quesitos. Mesmo assim, a comunicação dos dois coreanos (Zero e inSec) com os três chineses (Cola, corn e Uzi) da equipe parece ter melhorado, após ser apontada como a maior fraqueza da Royal.

Revelação na equipe, Cola tem tido atuações muito boas no topo, particularmente com Irelia. Constantemente ajudado por inSec, o chinês foi protagonista das partidas ao lado de Uzi e do próprio Caçador coreano. Já corn pode ser um ponto de quebra da equipe, tendo demonstrado nervosismo em algumas partidas, e alguma dificuldade em se adaptar ao estilo ofensivo de sua equipe.

Edward Gaming

Titulares: Koro1 (Topo), Clearlove (Caçador), U (Meio), NaMei (Atirador), Fzzf (Suporte)

Provavelmente uma das equipes de maior destaque antes do início do torneio, a Edward Gaming foi impecável na China nos últimos tempos. Ela disputou oito campeonatos grandes desde a sua criação, venceu seis e ficou em segundo lugar nos outros dois, sendo que essas medalhas de prata foram nos dois primeiros campeonatos da equipe. Com a experiência de jogadores da World Elite (Fzzf e Clearlove) e o talento de outros jogadores do cenário chinês, a Edward Gaming dominou o cenário de seu país em 2014 e ficou em primeiro lugar da tabela de pontos regionais. Em sua história contra a Royal Club, retrospecto positivo de 7 vitórias e 4 derrotas.

Mesmo com toda a agitação ao redor do time e a primeira partida disputadíssima contra a Samsung White, a Edward não mostrou todo o potencial que os especialistas esperavam, principalmente o Atirador NaMei, que havia sido citado como um dos melhores jogadores do mundial. A derrota para a mediana AHQ eSports foi a grande prova disso, onde erros de chamadas e de posicionamento foram cruciais para a equipe sair de cabeça baixa do palco taiwanês. As duas vitórias contra a Dark Passage já eram esperadas, e a partida de desempate contra a AHQ pela segunda vaga do Grupo A era, portanto, a chance de a equipe se redimir. Com lutas desorganizadas e chamadas estranhas, a vitória saiu, mas deu ares de que se fosse uma equipe um pouco mais qualificada, o campeão absoluto chinês poderia ter ficado de fora das quartas-de-final. Resta agora saber se contra um oponente conhecido, finalmente conseguiremos ver todo o talento de seus jogadores.

NaMei é o principal destaque negativo da equipe. Expressões como “nunca perdeu a fase de rotas” e "imbatível nas partes tardias de jogo” foram comuns antes de o Mundial começar, mas o que se viu foi um jogador nervoso e com medo de arriscar qualquer tipo de jogada, só conseguindo engrenar depois de muito esforço por parte de sua equipe. Enquanto isso, U foi a chave da equipe para conquistar a vaga. Jogando tanto com assassinos quanto com magos, o Meio deu muito problema aos adversários, mesmo quando era o grande alvo dos Caçadores oponentes.


Quem você acha que vai conseguir a classificação? Acompanhe toda a cobertura da Fase de Grupos na nossa Central do Mundial, e não esqueça de fechar suas apostas a tempo no Bolão.


4 years ago


Conteúdo Relacionado