Matsukaze: O inimigo da morte

Por: LeonButcher

Se depender de Matsukaze, os adversários vão ter uma crise econômica. O jovem atirador da KaBuM Black morre, em média, menos de 1 vez por partida (0.93), rendendo cerca de 300 de ouro para o time rival. É o suficiente para você comprar duas sentinelas e algumas poções, ou então dar entrada no grande sonho da casa própria Botas da Velocidade.

Nas 15 partidas que disputou no CBLoL 2015 até agora, Pedro “Matsukaze” Gama morreu apenas 14 vezes. E ele não estava caçando Aronguejo e se escondendo no mato – estava participando, e muito, do sucesso da KaBuM Black nas 7 semanas de CBLoL. Godsukaze abateu 49 inimigos, participou de 63 abates. Seu A/M/A é de 8.0. O único Pentakill do CBLoL 2015? Pode botar na conta.

“Sinceramente, não esperava um bom desempenho no CBLoL”, confessa Matsukaze. “As poucas mortes acho que são devido ao meu medo de arriscar algumas jogadas, isso me faz jogar passivamente, esperando algo acontecer”. Matsukaze é exceção no estilo agressivo da Black, mas ele tem um talento que o transforma no grande poder da equipe: oportunismo.

  • AMA 8,0

  • Total: 49/14/63

  • 0,93 mortes/jogo

  • 1º Pentakill

Isso significa que ele não necessariamente precisa forçar que as jogadas aconteçam, mas sempre está no lugar certo, na hora certa, para conseguir coletar abates e permanecer vivo durante as lutas. Esse é um diferencial que poucos atiradores têm, principalmente em dias de Uzi, Imp e Doublelift, atiradores que forçam jogadas arriscadas.

Perto de Matsukaze, os outros atiradores do CBLoL estão mais para pilotos Kamikaze, confira o total de mortes por jogador (KaBuM Orange e Jayob eSports utilizaram dois atiradores cada, e estão com os números somados):

  • Matsukaze: 14

  • Emperor: 23

  • micaO: 26

  • brTT: 26

  • Orange: 27

  • Jayob: 38

  • Kalec: 40

  • Rellik: 62

Promessa é dívida

Quando um jogador é tachado como “talento” após passar por equipes semi-profissionais ou amadoras, todo cuidado é pouco. Nas palavras do analista do CBLoL Melão13, “isso é perigoso, pois às vezes o jogador chega com muita pompa e acaba cedendo à pressão”. Se promessa é dívida, nesse caso parece que ela está sendo paga em dia. “Matsu tem correspondido à altura, e é uma peça fundamental nessa surpreendente KaBuM Black”, diz Melão.

Antes do começo do CBLoL, Matsukaze se dizia bastante ansioso. Afinal, como jogador vindo do cenário amador, jogar em um campeonato oficial era um sonho distante. “Estava nervoso e ansioso para jogar. Não sabia como iria lidar com o emocional na hora das partidas. No entanto, temos jogadores experientes como Danagorn e Espeon, e eles já passaram por muita coisa no jogo, e ajudam a passar tranquilidade e ajudar nas horas críticas”.

A presença de Espeon na rota inferior ajudou Matsukaze a amadurecer. Como capitão e coordenador de jogadas da KaBuM Black, o campeão brasileiro de 2013 (pela paiN) esteve ao lado do atirador para qualquer situação desde o começo da partida, e isso refletiu as boas atuações durante o campeonato. “Espeon consegue se comunicar bastante sobre a rota e o jogo”, diz Matsukaze. “Ele passa confiança, é experiente e bem compreensivo, tenho que aproveitar o máximo do tempo com ele”.

Pé no chão

As boas atuações de Godsukaze são indiscutíveis, mas o atirador ainda tem um longo caminho pela frente. Com 20 anos e em sua primeira temporada oficial, ele tem motivação e potencial para ir muito além. “Na verdade, acho que todos possuem potencial”, diz Matsukaze. “Basta querer e se dedicar muito. Preciso adquirir mais experiência e aprender com os veteranos, aceitar e acertar meus erros e continuar melhorando minha mecânica”.

A KaBuM Black sofreu com a penalidade desde o começo do CBLoL, mas fez uma campanha sólida, eliminando a irmã KaBuM Orange para chegar às eliminatórias. Matsu e sua equipe podem ir mais longe ainda se passarem pela CNB nas quartas (21/03 às 16h). Os adversários sabem dos perigos vindos da rota inferior da Black, como Loop comentou em entrevista sobre o atirador, e se depender da vontade deles, o céu é o limite.


4 years ago


Conteúdo Relacionado