Pergunte à Riot: Edição Charuto

Por: Rumtumtummers

Boas vindas ao Pergunte à Riot!

O charuto voltou. Mas não para todo mundo. Ah, e não se esqueça: O primeiro aniversário do Pergunte à Riot está chegando e mandaremos suas perguntas direto para Marc “Tryndamere” Merrill e Brandon “Ryze” Beck, os cofundadores da Riot e cocriadores do League. Se você tem aquela pergunta marota para os caras que começaram tudo isso, a hora é essa (coloque o nome deles nas perguntas para que possamos identificá-las)!

Graves ganhou seu charuto de volta, mas não em todos os lugares. Por que? O que determina se isso é permitido na minha região?

O charuto de Graves fez sua estreia na atualização de ilustração que lançamos em outubro de 2014, e tinha o objetivo de mostrar o Foragido como o pistoleiro rebelde que mora em nossos corações. Como RiotSilver explicou aqui, o charuto foi removido no mês seguinte porque ficamos preocupados que a classificação do League pudesse mudar em alguns países (dependendo da região, elementos como uso de tabaco, sangue, crânios e por aí vai podem afetar a classificação do jogo).

Depois de muito tempo (muito mesmo), trouxemos de volta seu acessório cancerígeno para várias regiões, e isso nos apresenta um desafio tecnológico bem interessante.

Atualmente, temos um mecanismo para exibir diferentes conteúdos em países diferentes. Sendo mais específico, conseguimos verificar se o jogo está sendo executado na China ao procurarmos por um determinado arquivo no instalador do League (um arquivo .dll usado pelo nosso distribuidor na China). Se esse .dll existe, basta trocar as partículas visuais para outras versões. Isso permite que coisas mais sangrentas como a poça de Vladimir seja vermelha na maior parte do mundo, e preta na China. Não temos marcadores parecidos em outros países, então não conseguimos usar essa técnica em outros lugares do mundo.

Costumávamos ter outro mecanismo em que outros países conseguiam criar versões personalizadas das ilustrações. Então, substituíamos as artes usadas pela Riot por essas ilustrações e construíamos o jogo inteiro (processo que leva bastante tempo) novamente, mas nos certificando de que a nova ilustração seria aplicada para as regiões corretas. Isso explica as comparações das ilustrações “versões chinesa” com as “versões americana” publicadas em alguns sites.

Recentemente alguns Rioters quiseram acelerar o processo de iteração. Se um designer ou artista quisesse que um testador trabalhasse em suas mudanças, eles teriam que enviar essas mudanças no começo do dia (por volta de 12h30, 13h) para compensar as longas horas utilizadas para aplicá-las em diferentes versões do jogo e publicá-las em nossos servidores internos. Isso atrasou drasticamente a iteração, dificultando bastante o processo de deixar o League bacana para vocês.

Por isso (junto com outras melhorias de aplicação), assumimos o projeto global de equivalência de ilustrações que o JxE comentou aqui, e isso nos permitiu simplificar e acelerar substancialmente o processo de aplicação. Mas essa prática acabou nos deixando sem maneiras de mudar a ilustração para diferentes países. Não queremos voltar a usar o processo demorado para fazer as coisas, então precisamos de uma maneira simples e confiável para colocar ou tirar o charuto.

O que faremos é enviar as duas versões da ilustração do Graves para a Atualização 7.9 e o jogo vai, por padrão, escolher a versão sem nicotina. Adicionaremos novos dados que conseguem determinar quais tipos de conteúdo, como tabaco ou sangue, são permitidos em cada país. Então, enviaremos novas informações para cada servidor de jogo que indicam em qual região você está jogando. Se a sua região está marcada como segura para o uso do tabaco, mudaremos a ilustração do Graves para sua versão mais ousada. Fora do jogo, adicionaremos uma tecnologia parecida, sempre tomando cuidado para não acabar mostrando conteúdo restrito que pode acabar comprometendo nossa classificação em algumas áreas (o que faria com que vários jogadores ficassem sem jogar).

Agradecemos a vocês por lutarem pela versão da ilustração de Graves que acham mais legal.

LtRandolph, Gerente de Engenharia, Equipe de Campeões

A Lulu come os cupcakes que ela polimorfa quando sente fome?

Lulu jamais comeria um cupcake que ela polimorfou pois eles não seriam deliciosos como um bolo. Para situações emergenciais, Lulu tem algumas gostosuras escondidas em seu chapéu. Uma das coisas que ela mais gosta de fazer é alterar magicamente o sabor dos docinhos que guarda em seu chapéu e provar cada um deles. Roxo é seu sabor favorito, mas ela também gosta bastante do gosto de nuvem.

Boatos dizem que Pix é conhecido por, às vezes, mordiscar cupcakes polimorfados. Ele adora a cobertura. Aqueles que já passaram por isso dizem sentir um formigamento, e quando voltam para sua forma normal, sentem falta de uma unha ou de um pouco de cabelo.

Jellbug, Escritora Associada, Equipe de Narrativa

Trabalhar na Riot parece envolver vários benefícios legais para Rioters, mas como ficam seus animais de estimação?

A Riot acolhe bichinhos de Rioters e não temos discriminação com idade, raça ou doenças pré-existentes. Cobrimos desde golden retrievers até papagaios tagarelas.

Discord, Especialista em Benefícios


Tem uma pergunta? Vá até o Pergunte à Riot e acesse sua conta do League. Confira o que pode e o que não pode e envie sua pergunta.

Pergunte à Riot

Prometemos ler todas as perguntas, mas não garantimos que todas elas receberão respostas. Algumas perguntas podem já ter sido respondidas em outro lugar ou não são apropriadas para o Pergunte à Riot. Este não é o lugar ideal para anunciar novos produtos ou recursos, e os assuntos que já foram discutidos a fundo em outros espaços provavelmente serão ignorados (mas podemos esclarecer pontos individuais).

Apesar disso, estamos sempre ouvindo, então continuem perguntando. Vamos garantir que suas perguntas sejam vistas por Rioters que estão trabalhando nas coisas que vocês têm curiosidade.


6 months ago