Sivir, a Soberana da Batalha, é relançada

Por: Jigu

Sivir, a Soberana da Batalha, ganhou seu relançamento! Trazendo fidelidade e legibilidade melhoradas no jogo, Sivir retorna aos campos de batalha empunhando sua lâmina bumerangue renovada para acompanhar as atualizações criativas, assim como a recriação de seu conjunto.

Sendo uma das primeiras Campeãs do jogo, Sivir tem uma aparência e efeitos que não combinam com o visual dos Campeões mais recentes. Nós criamos sua silhueta em torno de sua arma e aprimoramos a fidelidade e legibilidade de Sivir dentro do jogo, dando a ela uma estética que combina com a personalidade que ela sempre teve de uma mercenária calejada de batalhas. Os novos efeitos em suas habilidades enfatizam sua arma que remete a um bumerangue, e isso deve fazer com que jogar com ela tenha mais a ver com correr pela luta, jogando lâminas que ricocheteiam e enfraquecendo os inimigos por ângulos inesperados.

Junto ao seu visual, identificamos alguns mistérios que poderíamos explorar em sua história. Nossos objetivos eram identificar com clareza o lugar dela no mundo e oferecer a fantasia de mercenária inerente à sua história. Anteriormente, banalidades de guerra genéricas e falta de motivação profunda dificultavam que alguém se tornasse particularmente envolvido em seus sucessos ou derrotas. Incluímos uma nova dublagem que se associa à sua trama e relacionamentos expandidos. Conhecendo mais da história e do possível futuro de Sivir, os jogadores terão mais oportunidade de saber mais sobre ela.

Dinâmica de jogo

Do ponto de vista de dinâmica de jogo, Sivir tem um clima único entre os atiradores. Ela é uma poderosa rival contra Campeões que dependem de feitiços e oferece habilidades diferentes para lutas de equipe em comparação a muitos outros atiradores com suas habilidades passiva e ultimate. Foi extremamente importante para nós garantir que quaisquer mudanças em seu conjunto preservassem sua capacidade para investidas divididas, iniciar e contrainiciar enquanto abrimos novas opções para jogadores de Sivir. Considerando isso, Lâmina Bumerangue e Escudo de Feitiço ainda funcionam da mesma forma. Ricochete pode rebater em mais inimigos, apesar de não poder acertar o mesmo alvo duas vezes. Nós também reduzimos o tempo de recarga da habilidade Na Caçada, que foi recriada para oferecer um enorme bônus de Velocidade de Movimento e não tem mais um tempo de conjuração

Os Mil Pés

Quando Sivir atinge um campeão inimigo com seus ataques básicos ou habilidades, ela recebe velocidade de movimento por alguns segundos.


Lâmina Bumerangue

Sivir arremessa sua arma como um bumerangue, causando dano físico ao primeiro alvo atingido e dano reduzido a cada alvo seguinte.


Ricochete

Os próximos três ataques básicos de Sivir rebatem entre alvos próximos, causando dano físico ao primeiro e reduzido a cada um dos seguintes. Somente o primeiro alvo é afetado por efeitos de contato. Ricochete rebate entre alvos próximos até que não haja mais alvos que não tenham sido atingidos pelo Ricochete.


Escudo de Feitiço

Sivir cria uma barreira mágica que bloqueia a próxima habilidade inimiga. Se uma habilidade for bloqueada pelo escudo, Sivir recupera mana. Escudo de Feitiço não tem custo de mana.


Na Caçada

  • PASSIVA: Sivir ganha Velocidade de Ataque enquanto Ricochete estiver ativo.
  • ATIVA: Sivir incita seus aliados por um intervalo, concedendo aos aliados próximos um bônus de velocidade de movimento que se reduz para um efeito positivo de velocidade de movimento menor e mais duradouro. Na Caçada não tem tempo de invocação.

Início da partida

À medida que a fase das rotas tem início, Sivir tem uma variedade de ferramentas disponíveis para determinar como ela quer abordar o início da partida. Opções de alta durabilidade incluem Escudo de Feitiço para regenerar mana e Lâmina Bumerangue para importunar os rivais de rota em vez de avançar. Rotas agressivas devem optar pelo uso pesado de Ricochete para eliminar rapidamente as ondas de tropas, forçando os inimigos a ficarem próximos de suas torres.


Meio da partida

Sivir faz uma boa transição na partida para as partes com grande foco nos objetivos. Devido a sua enorme contribuição à mobilidade da equipe, fica fácil rondar a selva, contestar efeitos positivos neutros e objetivos maiores como dragões ou torres. O tempo de recarga razoavelmente baixo de Na Caçada dificulta que a equipe inimiga se segure contra uma composição liderada por Sivir.


Fim da partida

No fim da partida, Sivir é potente nas investidas divididas caso a composição do time proporcione isso. Graças à seu bônus nativo de velocidade de movimento que pode ser habilitado em movimento, Sivir pode causar toneladas de dano em torres antes de fugir caso necessário e bloquear habilidades inimigas com Escudo de Feitiço nesse meio-tempo. Para equipes mais concentradas no confronto, Sivir oferece um enorme dano em área por meio do Ricochete e a mobilidade de Na Caçada. Uma composição de ataques intermitentes pode iniciar ataques rápidos com afastamentos auxiliados por Sivir. Usar esta estratégia tira vantagem da quantidade de dano que Sivir consegue causar, enquanto ajuda a proteger equipes de ataques intermitentes mais frágeis.


História

Quando o povo de Valoran fala da "Soberana da Batalha", há apenas uma mulher de quem podem estar falando. Com a combinação de bravura sem hesitação, perícia em combate e ambição interminável, a reputação de Sivir como caçadora de tesouros só não se compara com a sua riqueza acumulada e aclamação. Enfrentada com a revelação de sua misteriosa herança, Sivir deve agora avaliar seu desejo de seguir o próprio caminho contra o fardo de um legado ainda maior.

Sivir cresceu com os nômades do deserto de Shurima, tornando-se mestra na arte de saquear túmulos e aproveitando a vida sem nenhum vínculo forte a qualquer lugar. Sua excelência era em ser mercenária, acumulando sem dificuldade riquezas, seguidores e reputação. Conforme se espalhava sua fama além das dunas do deserto, ela chamou a atenção de patronos muito opulentes de toda a Valoran. O mais influente destes benfeitores era o Alto-Comando Noxiano. Sivir serviu os caprichos de uma nação brutal dando pouca importância para as consequências. Sua participação provou ser muito lucrativa, até o surgimento do conflito ioniano. Ela escolheu não tomar parte na invasão desordenada e desfez seus laços.

Sivir não ficou surpresa quando os noxianos lhe fizeram uma visita. No entanto, enquanto esperava por assassinos, foi contemplada com uma oferta. Cassiopeia, a filha de uma das famílias mais influentes de Noxus, dizia ter descoberto o local do maior tesouro da Shurima antiga. Tudo o que aquela mulher da nobreza precisava era de uma saqueadora de túmulos como escolta.

A expedição provou ser mais do que Sivir e Cassiopeia haviam pensado. Não havia o tesouro prometido por Cassiopeia, tampouco a arma que ela cobiçava naquele jazigo. Ignorando as advertências de Sivir, os noxianos invadiram pela porta de acesso ao cofre sepultado, iniciando eventos que mudariam não apenas sua vida, mas também toda Shurima.

''O que está perdido pode ser encontrado... E vendido.'' -- Sivir


5 years ago


Conteúdo Relacionado